Alunos e professores do Curso de Enfermagem da ETEC farão manifestação em frente à Câmara neste sábado, 04

Toto do post briNo próximo sábado, 04, às 16 horas, estudantes e professores do Curso de técnico de Enfermagem da ETEC de Ourinhos farão uma manifestação em frente à Câmara Municipal, pedindo que o governo estadual intervenha junto a Santa Casa, para que seja mantido o número de vagas de estágio aos alunos do curso, que neste ano foram reduzidas pela Entidade e por conta disso, o convênio entre a Etec e a Santa Casa que é renovado todo início de ano, não foi formalizado, fazendo com que o Vestibulinho para nova turma de alunos no segundo semestre tenha sido suspenso até que seja resolvido o impasse.

Além de se manifestarem com faixas e cartazes, os alunos e professores da Etec juntamente com a direção da Escola, irão entregar ao secretário estadual de Agricultura, Arnaldo Jardim, que estará presente em evento na Câmara Municipal, um ofício a ser entregue ao governador Alckmin, solicitando seu empenho para que tente sensibilizar a diretoria da Santa Casa, sobre a importância da manutenção do número de vagas de estágio e renovação do convênio, sob pena de colocar em risco a continuidade do Curso de Enfermagem que forma centenas de profissionais todos os anos, que prestam serviços nas Unidades de Saúde e hospitais da cidade e da região.

Os manifestantes entregarão ainda, uma carta assinada pelos estudantes do Curso de Enfermagem, professores e Coordenadores, solicitando o apoio do Governador Alckmin para colocar fim ao impasse criado entre a ETEC e a Santa Casa.

Entre os pontos principais colocados no Ofício que será entregue no sábado, 04, foi colocado a importância do curso que têm 42 anos de existência, sendo que 70% dos técnicos de enfermagem que trabalham na Santa Casa , foram formados na ETEC, inclusive sete deles ainda estão concluindo o curso e já trabalham no hospital, devido a grande demanda existente para esta função.

Ainda segundo o Ofício, se a questão não for resolvida, haverá grande prejuízo tanto na formação dos alunos, bem como para a própria manutenção do Curso, considerado de suma importância, para a disponibilização de profissionais técnicos de Enfermagem nos diversos hospitais e Unidades de Saúde da cidade e da região, o que com certeza irá refletir em médio prazo, no próprio serviço público da Saúde da cidade, que terá menos profissionais para atender a população.