Brasil é condenado por trabalho escravo em fazenda dos Irmãos Quagliato, diz El País

O jornal espanhol El País noticiou que o Brasil foi condenado pela Corte Interamericana de Direitos Humanos (CIDH) pelo trabalho escravo praticado na Fazenda Brasil Verde, de propriedade dos Irmãos Quagliato em Sapucaia (PA). Pela condenação, o governo brasileiro deverá pagar uma indenização de US$ 5 milhões.

Segundo o jornal espanhol, “os juízes da Corte determinaram que os camponeses foram recrutados em áreas pobres do Brasil, de onde viajaram para a fazenda Pará (uma área de 8.500 hectares dedicadas à pecuária no município de Sapucaia, do empresário João Luís Quagliato Neto na época dos fatos). Na fazenda a carteira de trabalho foi retida e foram obrigados a assinar documentos em branco. Além disso, eram forçados a trabalhar jornadas de 12 horas com apenas 30 minutos para comer os alimentos insuficientes e de má qualidade que, ainda por cima, eram descontados do pagamento. Dormiam em redes sem acesso à eletricidade ou assistência médica. Trabalhavam sob ameaças e vigilância armada, de acordo com a sentença. ”

Mais informações em: http://brasil.elpais.com/brasil/2016/12/16/internacional/1481925647_304000.html