O Caminho das Opiniões e Verdades

O caminho das opiniões e verdades – I

 

PELOS caminhos

que estas discussões me levam.

Há muitas opiniões

pelos dois lados do caminho.

Há muitas opiniões

pelo lado esquerdo do caminho.

E mais opiniões

pelo lado direito do caminho.

E ainda mais opiniões

pelo horizonte deste caminho.

Mas de tudo

que todos me dizem.

Há poucas verdades

por todos os lados do caminho.

Apenas vejo

por todos os lados

por todas as opiniões.

Muitas verdades resolutas.

Muitas verdades absolutas.

E por isso mesmo

A minha verdade reluta

em brilhar soberana.

Onde muitos dizem.

Onde poucos sabem.

Onde muitos acham.

Mas poucos encontram.

E de todas as verdades

que todas essas opiniões

me trazem e jazem

em perpétua

inarmonia.

Nada que me reste.

Nada que me auxilie.

A encontrar o fim deste caminho.

Que de tão longe já venho

nem esperança mais tenho,

de um dia achar a verdade

no fim deste caminho.

Talvez sim não haja

é verdade nenhuma.

Nem do lado esquerdo.

Nem do lado direito.

Nem por lado nenhum,

deste sinuoso caminho.

 

O caminho das opiniões e verdades – II

 

E DEPOIS de tanto refletir.

Pelas divergências

do meu caminho.

De tudo o que vi

pelo lado esquerdo,

pelo lado direito

deste meu caminho.

Agora penso ainda mais:

Lados e lados.

Opostos, mas não.

O que pecam,

o que esquecem,

é que todos se acompanham

até o fim deste caminho.

Não há aqui ou lá.

Caminho que chegue.

Caminho que vá.

Sem ter pelos meios,

lados esquerdos,

lados direitos,

lados fardados,

lados caçados,

lados errados,

lados cansados,

lados finados.