Por que o GloboNews entrevistou Valério Arcary do PSTU?

por Fernando Garcia*

 

Militantes do PSTU aqueceram as pontinhas dos dedos na noite de ontem para dizer ao mundo que seu dirigente estava dando entrevista no programa de Mário Sérgio Conti.

Dizem as quentíssimas postagens, diante de polêmicas, que “é importante ocupar o espaço”. Imagino que seja o espaço político durante aqueles minutos no canal pago – portanto nada a ver com posadismos!

Tudo que o Sr. Arcary disse vira fumaça nos ouvidos do majoritário público expectador, a classe média que assiste a Manhattan Connection, Miriam Leitão, Willian Waack e outros franco-atiradores. Exceto uma coisa: o governo Dilma precisa ser substituído.

Sr. Arcary foi lá representar o PSTU para dar um recado: com Dilma, não dá. Ela é uma “carrasca menor”, mas é uma carrasca, uma neoliberal…

Ele acha que foi lá para um momento de “barriga” do editor e deu o seu recado. Mas não, ele foi lá para ser apontado pelo grande capital como “nem a esquerda quer ela”. É a chacota rolando solta sem que os Socialistas Unificados (?) percebam.

Ele foi lá para mostrar que sua tática parece-mas-não-é a tática do grande capital. Mas a tática do PSTU só ajuda a direita.

Ele foi lá para mobilizar para o dia 16. Mesmo que não quisesse.

Ele foi lá pra mostrar que a Revolução do PSTU não revoluciona…

 

* coordenador do Centro de Documentação e Memória da Fundação Maurício Grabois