APAB publica nota de esclarecimento em relação a depoimentos de bailarinos

A APAB vem por meio desta, prestar esclarecimentos à comunidade ourinhense, parceira e amiga da entidade desde sua fundação, há 23 anos.

A associação não havia se pronunciado até então, por considerar tais ofensas um gesto insignificante, vindos de pessoas a quem a mesma estendeu as mãos enquanto foi possível financeiramente, através de um gesto de caridade. Porém no dia 09 de maio de 2017, em uma atitude compatível com os princípios dos mesmos, foi veiculada uma reportagem pela jornalista Renata Tiburcio, em sua página de facebook, contendo inúmeras inverdades e acusações falsas, e a entidade achou por bem fazer uma nota de esclarecimento para a população.

A APAB esclarece que jamais contratou estudantes para integrarem qualquer divisão da Escola Municipal de Bailado de Ourinhos, até mesmo por entender que não é seu propósito, visto que foi criada para apoiar os projetos culturais do município e não para angariar estudantes para a escola.

Entende, essencialmente, que a EMBO foi criada para beneficiar crianças e jovens do município de Ourinhos, cujos responsáveis são os pagadores de impostos da cidade, e, de fato, os pilares de sustentação da máquina pública municipal com suas contribuições.

Não os tendo contratado, entende que jamais teve qualquer OBRIGAÇÃO de sustentar tais estudantes, que foram convidados, por iniciativa própria, e de livre e espontânea vontade, pelo Senhor Luís Tadeu dos Santos, via mídias sociais  para serem seus alunos, sem prévio aviso à APAB. Não tem conhecimento tampouco interesse em saber das falsas promessas feitas pelo mesmo aos alunos convidados por ele.

Desconhece, também, o fato de tais alunos terem passado por audição para ingresso na EMBO, procedimento obrigatório pelo qual passam todos os candidatos que requerem vaga na escola. Esclarece que os exames de graduação e admissão de alunos eram ministrados pela saudosa maître e madrinha da escola, Sra. Toshie Kobaiyashi até o ano de 2015, e, após sua morte, pelo bailarino profissional do teatro Municipal do Rio de Janeiro, Sr. Cicero Gomes, sendo o último realizado em dezembro de 2016, quando a maior parte dos estudantes entrevistados na reportagem da jornalista sequer residia em Ourinhos.

Afirma ainda que os auxílios prestados aos mesmos, foram realizados em caráter de CARIDADE, característica sempre presente na associação, e mantidos pela mesma pelo tempo que foi financeiramente possível manter o nobre gesto sem o comprometimento do andamento de suas ações efetivas.

Elucida, também, que realizou diversas ações para custeio de passagens aéreas, hospedagens, seguros viagem, transporte, alimentação e inscrições dos estudantes auto declarados de baixa renda no evento, e que, a Gala Beneficente, especificamente, em princípio pensada e realizada para custos exclusivamente com a alimentação dos estudantes, teve parte de sua renda revertida para inscrições e transportes dos mesmos em Nova Iorque, visto que as outras ações não supriram os elevados custos.

Torna claro que a prestação de contas referente à viagem, contendo cópia de todas as notas fiscais e recibos referentes aos valores de arrecadação de verbas, através de ações, doações e ajuda de custo oferecida pela Prefeitura Municipal de Ourinhos, foi realizada com êxito na data de 04/05/2017, junto ao setor de compras da PMO, na presença de uma advogada nomeada pela mesma, e devidamente documentada, através de uma ata assinada pelas partes.

Esclarece que a segunda reunião de prestação de contas referentes à viagem, foi cancelada A PEDIDO da Prefeitura Municipal de Ourinhos, em bilhete enviado pela atual Direção Da Embo, aos três dias do mês de maio de 2017.

Reitera que, em momento algum, os estudantes da EMBO passaram fome durante a viagem, tendo diversas formas, inclusive testemunhais, de comprovar tal fato, que serão anexadas ao processo. Entende que essa acusação provém de pessoas que se uniram em uma tentativa leviana de comprometer o bom nome da APAB e de tentar colocar em dúvida um trabalho brilhante desenvolvido durante mais de duas décadas na cidade de Ourinhos.

Por fim, agradece o apoio que a sociedade ourinhense sempre ofereceu à entidade, e afirma que continuará com seus trabalhos normalmente, sempre buscando enriquecer a cultura ourinhense.