Vereador Tico deixará o PT e avalia propostas de Toshio e Lucas

Tico busca aproveitar a ‘janela partidária’ de 30 dias, que permite que políticos com mandato possam mudar de partido até o dia 18 de março, sem perder o mandato para se candidatar por outra sigla,  nas próximas eleições municipais.

Tico considera sua decisão irreversível, seguindo a decisão do vereador Inácio de também sair do PT.

Consultamos o presidente do Partido dos Trabalhadores em Ourinhos, Dr. Mário Ferreira foi categórico: “Não fomos informados de nada. Esperamos que o vereador não saia. No entanto, se ele decidir sair, esperamos que o faça com dignidade, conversando antes com os companheiros”.

Novo partido é incógnita

Tico tem afirmado ter propostas de vários partidos, tanto aliados a Toshio quanto a Lucas Pocay. O vereador deve analisar as propostas para obter estrutura maior para sua candidatura a reeleição ao legislativo ourinhense. No entanto, a decisão sobre o novo partido só deve ocorrer após a desfiliação no dia 12 de março.

Apesar da debandada

A debandada dos parlamentares petistas as vésperas eleitorais ocorre por conta do mau momento politico do partido visando evitar desgaste por estar na sigla. Se de um lado isto pode ser benéfico eleitoralmente, por outro lado os eleitores com senso crítico mais apurado podem desaprovar a saída em momento crítico.

Além disso, os parlamentares, deixando a sigla, devem também deixar de contar com a estrutura partidária, que além dos recursos do fundo partidário, tem militância organizada, interlocução preferencial com o Governo Federal e o voto na legenda que sempre foi sua marca. Segundo interlocutores, o vereador Antonio Carlos Mazetti, o ‘Tico’, deixará o PT nos próximos dias, oficializando a decisão na próxima reunião do partido que ocorrerá no dia 12 de março.

As saídas anunciadas dos campeões de voto podem também abrir a possibilidade de outros nomes concorrerem e serem eleitos pelo partido.