STF critica abusos de Moro contra Lula

O Ministro do STF Marco Aurélio Mello, considerado um dos mais independentes da Suprema Corte brasileira, fez pesadas críticas aos abusos e ilegalidades da Operação Lava-jato, autorizadas pelo juiz do Paraná Sérgio Moro.

“Condução coercitiva? O que é isso? Eu não compreendi. Só se conduz coercitivamente, ou, como se dizia antigamente, debaixo de vara, o cidadão de resiste e não comparece para depor. E o Lula não foi intimado”, afirmou o magistrado.

Mello também criticou os atropelos da operação. “O atropelamento não conduz a coisa alguma. Só gera incerteza jurídica para todos os cidadãos. Amanhã constroem um paredão na praça dos Três Poderes”.

Marco Aurélio chegou a debochar dos argumentos juiz paranaense que afirmou que condução coercitiva foi feita para proteger Lula. “Será que ele [Lula] queria essa proteção? Eu acredito que na verdade esse argumento foi dado para justificar um ato de força”, segue o magistrado. “Isso implica em retrocesso, e não em avanço”.