Além da cooperativa Recicla Ourinhos, duas empresas privadas disputam o serviço da coleta seletiva ourinhense

Na manhã desta quinta-feira, 28, ocorreu o pregão presencial na SAE (Superintendência de Água e Esgoto) para a apresentação das instituições interessadas no serviço de coleta seletiva em Ourinhos. Além da cooperativa ourinhense, Recicla Ourinhos, duas empresas privadas apresentaram suas propostas para a superintendência.

O pregão é o processo em que empresas apresentam orçamentos para a administração pública e a proposta de menor valor, nas condições impostas, é contratada. 

A cooperativa Recicla Ourinhos, responsável por mais de 10 anos de coleta seletiva na cidade, afirmou que não abriria mão do direito de participar do pregão e lutar pelo trabalho dos 110 ourinhenses cooperados — mesmo sob o risco de não ser escolhida para a licitação que, em seu edital, exige inúmeras condições inapropriadas à realidade da cooperativa.

Os coletores da Recicla Ourinhos foram até a SAE prestar apoio à gestão da cooperativa que insistiu em participar do pregão.De acordo com uma das cooperadas, nesta manhã, durante o processo, as outras duas empresas participantes trouxeram propostas de valores mais altos do que o Recicla Ourinhos e a cooperativa ficou em posição de prioridade, conforme as regras do pregão.

Segundo a comunicação da SAE, o resultado oficial da licitação será anunciado ainda hoje no site da superintendência.

Agora que você chegou até aqui e sabe da importância de nosso trabalho, ajude a manter a mídia independente através da nossa campanha no Cartase, clique para ver!

Eduarda Schuh

21 anos e ourinhense de coração. Estudante de Jornalismo na UNESP de Bauru. Aspirante a jornalista há algum tempo. Buscando um caminho para um mundo mais justo há ainda mais tempo. Contra qualquer tipo de exclusão e elitização, escrevo para quem precisa entender. Feminista e progressista, procurando os erros e acertos.