Cadastro biométrico é obrigatório em Ourinhos; entenda as consequências

A Justiça Eleitoral determinou a obrigatoriedade do uso da biometria para as cidades que estão em condições de realizar o cadastro; Ourinhos está na lista destes municípios.

O cadastro biométrico é um método de identificar o eleitor e uma iniciativa que garante maior segurança e previne fraudes eleitorais. Entretanto, nas cidades que exigem o cadastro biométrico, quem não o fizer terá o Título de Eleitor cancelado.

Para o eleitor com o título cancelado, além de não poder votar nas próximas eleições, as seguintes consequências serão acarretadas:

a) Não pode se inscrever em concurso público;
b) Não pode receber salário, aposentadoria ou pensão paga pelo governo federal (Bolsa Família, por exemplo);
c) Não pode participar de concorrência pública;
d) Não pode obter empréstimo, desde que não se trate de instituição bancária privada;
e) Fica impedido de obter Passaporte, Carteira de identidade e CPF;
f) Não pode matricular-se em estabelecimento de ensino oficial ou fiscalizado pelo governo;
g) Também não pode praticar qualquer ato para o qual se exija quitação do serviço militar ou imposto de renda.

Procure o Cartório Eleitoral e faça já o seu cadastramento.

O cadastro será feito até o dia 19 de dezembro. No entanto, é aconselhável procurar o cartório eleitoral o mais rápido possível, quanto mais perto do prazo final, maior é a procura dos eleitores, as filas e as chances de problemas ou imprevistos.

Em Ourinhos, o atendimento é realizado das 12h às 18h na Av. Antônio de Almeida Leite, 580 – Jd. Paulista.

(Leve: RG, CPF e comprovante de residência recente).

Eduarda Schuh

21 anos e ourinhense de coração. Estudante de Jornalismo na UNESP de Bauru. Aspirante a jornalista há algum tempo. Buscando um caminho para um mundo mais justo há ainda mais tempo. Contra qualquer tipo de exclusão e elitização, escrevo para quem precisa entender. Feminista e progressista, procurando os erros e acertos.