Colégio de Ourinhos filma crianças cantando o hino nacional e gritando o slogan de Bolsonaro

Na terça-feira, 26, o colégio particular Dom Gaspar publicou um vídeo dos alunos da educação infantil cantando o hino nacional e gritando em coro o slogan “Brasil acima de tudo, Deus acima de todos”. A publicação foi feita sem autorização dos pais ou responsáveis das crianças e em transgressão às leis de preservação da imagem da criança e do adolescente.

Print da publicação do colégio.

Nos comentários da publicação, alguns pais mostraram-se contrários e repudiaram o uso não autorizado das imagens dos seus filhos para uma manifestação de cunho político ao bradar o slogan de campanha de Jair Bolsonaro.

De acordo com uma mãe que proibiu o uso da imagem de sua filha, a diretoria afirmou ter organizado a atividade “de forma inocente”, sem querer promover nenhuma questão política, apenas com a intenção de seguir a medida do Ministério da Educação (MEC).

Na segunda-feira, 25, o MEC pediu às escolas públicas e particulares que cantassem o hino nacional brasileiro e lessem uma carta do ministro Ricardo Vélez Rodríguez, que terminava com o slogan do presidente Jair Bolsonaro, “Brasil acima de tudo, Deus acima de todos”. No entanto, o Governo “voltou atrás” sobre a decisão no mesmo dia.

O colégio Dom Gaspar, ciente da transgressão da lei e do contrato estabelecido com os responsáveis e do uso de crianças para promover um slogan de campanha, excluiu o vídeo e pediu desculpas aos pais que procuraram a escola.

 

Eduarda Schuh

21 anos e ourinhense de coração. Estudante de Jornalismo na UNESP de Bauru. Aspirante a jornalista há algum tempo. Buscando um caminho para um mundo mais justo há ainda mais tempo. Contra qualquer tipo de exclusão e elitização, escrevo para quem precisa entender. Feminista e progressista, procurando os erros e acertos.