Coluna Os Antípodas: Como ser mais sustentável? – Alimentação natural

Alan Mortean

Alimentação natural

Necessitamos energia para realizar nossas atividades diárias, e uma alimentação saudável é um dos itens fundamentais para fornecê-la. Nossas escolhas alimentares afetam não somente a nossa saúde, mas a de nosso planeta; praticar uma cozinha orgânica e simples, em harmonia com os ciclos da natureza, nos ajuda a seguir este caminho.

Para estarmos nutridos, sabemos que devemos realizar refeições variadas, cheias de cor e de vida, pois nenhum alimento isolado contém todas as vitaminas, minerais, fibras e componentes essenciais para que tenhamos saúde e vitalidade.

Ousar e surpreender, brincar com as cores e os sabores faz parte do processo de criação na cozinha. Quando nos dedicamos à arte de cozinhar, transmitimos nossa energia aos alimentos; daí a importância de cozinharmos com amor e alegria.

Para comer naturalmente, não é necessário ser vegetariano, apesar de que os impactos ambientais do consumo de carne geralmente são muito maiores do que os impactos ambientais de uma dieta vegetariana. Para mais informações sobre isso, veja o texto “Uma verdade inconveniente, ou… Por que eu não como carne?” (http://contratempo.info/colunistas/os-antipodas/coluna-os-antipodas-uma-verdade-inconveniente-ou-por-que-eu-nao-como-carne/).

Com uma alimentação equilibrada somos mais saudáveis, mais vivos e mais felizes. Vale o esforço, não? Se quiser pensar mais sobre sua alimentação, recomendamos a leitura do livro “Prato Sujo – Como a indústria manipula os alimentos para viciar você”, de Márcia Kedouk.

A preparação do alimento produz resíduos orgânicos, e o seu consumo produz urina e fezes, não é? Esses são os temas do próximo texto.
Até lá!