Empresa supermercadista CSD, dona da Rede Amigão, é uma das 74 empresas envolvidas na Operação Zelotes

Projeto do Hiper Center – que prevê uma unidade do supermercado Amigão – anunciado pelo prefeito Lucas Pocay

Na terça-feira, 27, foi anunciado com grande destaque pelo prefeito Lucas Pocay, a instalação do Hiper Center Ourinhos que deve ser construído na Rua Cardoso Ribeiro (onde funcionava a antiga Sambra), e contará um uma unidade do supermercado Amigão, com três lojas âncora (havendo a possibilidade de entre elas estar a Americanas) o restaurante Camponesa, 15 lojas de alimentação, três salas de cinema, 22 lojas de diferentes segmentos e estacionamento para 300 veículos.

No entanto, nesta quarta-feira, 28, o Contratempo recebeu a informação que a empresa supermercadista CSD (Companhia Sulamericana de Distribuição), que adquiriu em 2014, a Rede Amigão – cujo supermercado faz parte do projeto anunciado por Pocay – é uma das 74 empresas envolvidas na Operação Zelotes, deflagrada pela Polícia Federal em abril de 2015, para investigar um esquema de corrupção no Conselho de Administração de Recursos Fiscais (Carf), órgão da Receita Federal responsável por julgar recursos administrativos de autuações contra empresas e pessoas físicas por sonegação fiscal e previdenciária. O esquema teria feito desaparecer R$ 48,46 milhões que a empresa devia ao Fisco.
De acordo com matéria publicada pelo Portal Bem Paraná em abril de 2015, a investigação tem ligação com o empresário Jefferson Nagarolli, presidente do Conselho de Administração da CSD  (Companhia Sulamericana de Distribuição). A CSD foi fundada em 2010, advinda da fusão entre a a Évora Comercial de Gêneros Alimentícios Ltda que até 2010 operava a bandeira dos Supermercados São Francisco de Maringá (PR)  e os Supermercados Cidade Canção, também de Maringá.

Em 2014, a CSD (Companhia Sulamericana de Distribuição), anunciou a compra da Rede Amigão, A Rede Amigão, na época tinha uma loja em Araçatuba e duas em Birigui, e possuía um total de dez lojas na região Centro-Oeste de São Paulo. Com a aquisição, a companhia, que também opera com a bandeira São Francisco, chegou a 45 unidades de atendimento em 21 municípios nos estados de São Paulo, Paraná e Mato Grosso do Sul, se tornando o terceiro maior grupo supermercadista do Paraná e o 20ª do país, segundo Ranking da Associação Brasileira de Supermercados (Abras).

O que é a Operação Zelotes

As investigações da Operação Zelotes tiveram início em 2013 e indicaram que conselheiros e servidores do Carf manipulavam os trâmites dos processos e consequentemente o resultado dos julgamentos naquele conselho. Os conselheiros que julgavam os processos recebiam suborno para que reduzissem e até anulassem os valores das multas nos autos de infração emitidos pela Receita Federal. O prejuízo aos cofres públicos, apurado até março passado, era de R$ 5,7 bilhões. O montante do prejuízo em todos os processos investigados chegou a R$ 19 bilhões, muito superior ao desviado em outros esquemas investigados pela Polícia Federal do Brasil, como o da Operação Lava Jato.

Entre as empresas investigadas também aparecem o Grupo Gerdau, Banco Safra, Hyundai/Caoa, Bradesco, Santander, BTG Pactual, Bank Boston, Ford, Mitsubishi, BR Foods, Petrobras, Camargo Corrêa, Light, Grupo RBS, Embraer, Coopersucar, Cervejaria Petrópolis (Itaipava), Marcopolo, GrupoJBS, Nardini Agroindustrial, Ometto, Viação Vale do Ribeira, Via Concessões, Dascan, Holdenn, Kaneko Silk, Cimento Penha e CF Prestadora de Serviços, além do envolvimento do Partido Progressista (PP).

 

Comentários no Facebook