Juíza eleitoral recebe ação de impugnação do registro da candidatura de Lucas Pocay, que pode ficar inelegível

Os advogados da coligação “Experiência para Avançar” do candidato a prefeito Toshio Misato, entraram com uma ação de impugnação do registro da candidatura a prefeito de Lucas Pocay Alves da Silva (PSD), por não ter, aparentemente, se desligado da presidência da União dos Vereadores da Média Paranapanema (UVEMP), entidade que recebe recursos públicos, desrespeitando a lei que determina que o candidato deve se descompatibilizar do cargo, 120 dias antes do pleito eleitoral.

De acordo com documento da Receita Federal atualizado na terça-feira, 22 (veja abaixo), Pocay continua a figurar como presidente da UVEMP.
Caso seja comprovado que Lucas Pocay não se desligou do cargo na data máxima estipulada por lei, ficará configurado que o candidato violou a Lei 64/90 – Leis das inelegibilidades.

A ação será analisada pela juíza eleitoral que deverá ouvir os advogados de defesa do candidato nos próximos dias e posteriormente proferir sua decisão. Caso decida de forma favorável a impugnação da candidatura, Lucas Pocay ficará inelegível e terá que deixar a disputa eleitoral do dia 02 de outubro.

 

 

documento_impugnado