Projeto de Lei que proíbe fogos de artifício é aprovado em Ourinhos

Nesta segunda-feira, 13, o projeto de lei que proíbe a soltura e manuseio de fogos de artifício em Ourinhos foi aprovado na 15ª sessão ordinária da Câmara Municipal de Vereadores. A proposta foi elaborada pelo parlamentar Alexandre Zóio e aprovada por 100% dos votos.

De acordo com o vereador Alexandre, a lei foi elaborada para a proteção dos animais, de crianças, de pessoas com autismo, de idosos e pessoas em situação de enfermidade, representantes dos grupos que mais sofrem com o barulho dos fogos de artifício.

Muitas cidades no Brasil já tiveram os fogos de efeito sonoro (rojões) proibidos e substituídos por fogos de efeito visual. A revisão desta manifestação cultural de comemoração é muito simples e evita muitos problemas e formas de violência — como a fuga e até paradas cardíacas em animais, o incômodo de pessoas doentes, idosos e crianças e o gatilho para crises, dor e sofrimento em pessoas hipersensíveis ao som, como as do espectro autista.

“Deixo bem claro também que isso ocasionará nenhum prejuízo aos empresários e comerciantes que vendem os fogos de artifício, uma vez que os fogos de vistas poderão continuar sendo vendidos e produzidos. Substituindo perfeitamente os outros artefatos”, afirmou o Alexandre Zóio.

Eduarda Schuh

21 anos e ourinhense de coração. Estudante de Jornalismo na UNESP de Bauru. Aspirante a jornalista há algum tempo. Buscando um caminho para um mundo mais justo há ainda mais tempo. Contra qualquer tipo de exclusão e elitização, escrevo para quem precisa entender. Feminista e progressista, procurando os erros e acertos.