Quinta-feira de FAPI foi dia de recorde de público e de arrastão de celulares

Os acontecimentos da noite da quinta-feira e madrugada desta sexta-feira, 14, são o assunto de Ourinhos. A noite na FAPI, com o show dos cantores Zé Neto e Cristiano, registrou o maior público de 2019, mas também foi cenário de um “arrastão” de celulares.

De acordo com o delegado João Beffa, as ocorrências não puderam ser contabilizadas até o momento – as vítimas ainda estão indo às delegacias de Ourinhos e região para registrar os crimes.

A hipótese da Polícia Civil é de que quadrilhas “especializadas” em furto foram atraídas pelo evento e vieram de outras cidades para Ourinhos. Esses grupos costumam se interessar por lugares como a FAPI, onde a entrada é gratuita, o espaço é pequeno e a quantidade de público é alta, a aglomeração e a distração facilitam a captação de objetos de valor.

Devido às denúncias, a Delegacia Seccional de Ourinhos enviou um parecer à imprensa.

De acordo com a nota da Polícia Civil, a Delegacia de Investigações Gerais (DIG) e o Centro de Inteligência da Delegacia Seccional (CIP) estão fazendo o levantamento das ocorrências registradas e iniciando as investigações para acelerar a resposta à população.

De acordo com relatos em posts e memes do Facebook, os furtos e roubos ocorreram, em sua maioria, durante o show.

Eduarda Schuh

21 anos e ourinhense de coração. Estudante de Jornalismo na UNESP de Bauru. Aspirante a jornalista há algum tempo. Buscando um caminho para um mundo mais justo há ainda mais tempo. Contra qualquer tipo de exclusão e elitização, escrevo para quem precisa entender. Feminista e progressista, procurando os erros e acertos.