CPI da Saúde é instaurada na Câmara Municipal de Ourinhos

A motivação para a criação da CPI são reclamações sobre o atendimento da UPA Ourinhos, demissões em massa no UPA, número de mortes da cidade e outros fatores

 

Juliana Neves

 

Na semana passada, na quinta-feira, 22, durante a sessão da Câmara Municipal foi instaurada a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Saúde com a quantidade mínima de assinaturas para a abertura da comissão, para que haja investigações sobre irregularidades na saúde durante a pandemia.

Ou seja, o objetivo da CPI é a apuração da falta de atendimento de médico da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) e possíveis erros médicos, com isso os vereadores terão o prazo de 90 dias para elaboração de um relatório e levar o documento para ser votado no plenário na data de sessão.

Os vereadores que assinaram para a abertura da CPI é Guilherme Andrew Gonçalves (PODE), Cícero de Aquino – Cícero, o Investigador (Republicanos), Giovanni Gomes de Carvalho – Gil Carvalho (PL), Roberta Stopa do coletivo Enfrente! (PT) e Carlos Alberto Costa Prado – Carlinhos do Sindicato (MDB).

Já os integrantes da CPI, decididos em sorteio, são Alexandre Florecio Dias – Alexandre Enfermeiro (PSD), Fernando Rosini – Furna Beco da Bola (DEM), Éder Júlio Mota (MDB), Nilce Araujo Garcia – Nilce, protetora dos animais (PSD), Carlinhos do Sindicato, Gil Carvalho e Raquel Spada (PSD).

Em entrevista ao Jornal Contratempo, o vereador Guilherme afirma que a CPI é de extrema importância para Ourinhos em razão do alto número de óbitos e por muitas denúncias de problemas na saúde.

“A população espera que a CPI seja transparente e que tenha responsabilidade nos momentos de apurar os fatos. E eu espero que a CPI traga bons resultados e se houver culpado, dentre os investigados, que a pessoa pague pela omissão de socorro ou pelo mal tratamento da saúde. Que Deus dê sabedoria e discernimento para todos os vereadores que irão atuar na comissão e que façam o melhor pela população. Infelizmente, meu nome não saiu no sorteio, mas participarei das reuniões”, fala Guilherme.

Já a Roberta Stopa fala que há muitas reclamações de munícipes sobre o atendimento na UPA, por isso há necessidade de investigações mais aprofundadas sobre a saúde ourinhense, principalmente por estarmos enfrentando uma pandemia.

“Entender por que mesmo tendo hospital de campanha há atendimento na UPA de casos de Covid-19, porque há falta de médicos, a troca de empresa prestadora de serviço e a demissão dos funcionários. Assim, o vereador Guilherme propôs essa Comissão para averiguar essas possíveis irregularidades. Esperamos que façam a fiscalização através das vistorias e levantamento do trabalho da UPA, das diligências e que ouçam a população.

Estamos no quarto mês de mandato e ainda não vimos o trabalho de uma CPI até sua finalização. Esperamos que tragam as respostas necessárias”, finaliza a vereadora.

 

Imagem: print do vídeo Youtube da última sessão da Câmara Municipal

Juliana Neves

Escrevo com a intenção de mudar o mundo ofertando a verdade para a sociedade. Mas a luta é diária e constante, realmente, vivendo e aprendendo e tendo o jornalismo como meu aliado.

Comentários no Facebook