Tarifa mínima de água e esgoto deverá ter aumento de até 287%

A modernização dos serviços de distribuição de água trará mais eficiência e economia no valor final da conta de água e a tarifa não irá aumentar. Isso é mentira! Segundo especialistas ouvidos pela reportagem que analisaram a revisão do plano municipal de saneamento proposta pela prefeitura e o edital de licitação para concessão da SAE, o valor mínimo a ser pago pelo consumo de água passará de R$11,58, que é o valor cobrado por um consumo de até 5m3, para R$28,30, que será o valor a ser pago para 10m3 de consumo (ou seja, de R$ 2,31 por m3, para R$2,83 por m3, segundo a nova tabela de valores proposta).

Hoje uma família que consuma menos do que 5m3 de água paga de qualquer jeito por esses 5m3, que é o valor mínimo necessário para manutenção do sistema de abastecimento. Se o edital de licitação se concretizar, esse piso de cobrança passará para 10m3, atingindo principalmente os comércios, já que a tarifa comercial já é mais alta que a residencial e esses estabelecimentos não costumam consumir muita água. Por outro lado, a taxa de esgoto, que hoje é de 70% sobre o valor da tarifa de água, subirá, imediatamente, para 100%, mesmo sem terem sido iniciados os investimentos e melhorias no tratamento do esgoto.

Para facilitar o entendimento, está aqui um exemplo: um estabelecimento ou casa que consuma até 5m3 de água, pela tabela de valores atual pagaria, hoje, R$11,58, que é o valor mínimo da tarifa de água + R$8,10 de taxa de esgoto, que seriam os 70% do valor pago pela água. Água e esgoto dariam um total de R$19,68 no boleto. Pelas novas regras propostas, esse mesmo estabelecimento ou casa passará a pagar, por água e coleta de esgoto, o total de R$56,60. Ou seja, para quem consome menos, o valor irá mais que dobrar!! Veja o vídeo:

APOIE

Seu apoio é importante para o Jornal Contratempo.

Formas de apoio:
Via Apoia-se: https://apoia.se/jornalcontratempo_apoio
Via Pix: pix@contratempo.info