Receita e Policia Federal apreendem produtos contrabandeados em loja na Rua Rio de Janeiro

Na manhã de segunda-feira (7) transeuntes que circulavam pela Rua Rio de Janeiro na altura do numero 760 esquina com a Rua Benjamin Constant, se  depararam com policiais e duas viaturas da Receita Federal numa movimentação na qual vários sacos espalhados pela calçada estavam sendo recolhidos para o porta malas das viaturas.

Rapidamente um vídeo começou a circular pelas redes sociais mostrando a movimentação com internautas buscando informações sobre o ocorrido. O vídeo chegou até a redação do Contratempo e em contato com a Delegacia da Receita Federal de Bauru, a informação obtida a noite de ontem, é de que se tratava de operação conjunta com a Polícia Federal cumprindo mandato de busca e apreensão de produtos contrabandeados.

As imagens gravadas por populares chamou atenção dos internautas pelo fato de que no numero 760 da referida via funcionar um salão de cabeleireiro, de acordo com as informações da autoridade federal,  o alvo da operação foi uma loja de aparelhos celulares e outros produtos eletrônicos que fica ao lado, no numero 764.

O mandato de busca seguiu o curso de cometimento de crime de descaminho, a comercialização de mercadorias estrangeiras sem notas fiscais. Foram apreendidos uma grande quantidade de produtos que foram acondicionados em 29 volumes (sacos plásticos) contendo, perfumes, bebidas, sistemas de som, celulares IPhone, equipamentos eletrônicos Apple dentre outras marcas.

A operação teve por base a existência de um depósito instalado em uma residência na cidade que funcionaria como distribuidor das mercadorias importadas ilegalmente sem documentação aduaneira. O proprietário da loja  Caio Augusto Pires que também tem a atividade de cabeleireiro, o responsável não foi preso e poderá responder pelo crime de contravenção penal por contrabando.

O crime de descaminho nada mais é, popularmente falando, a venda de “muamba”, quando o  indivíduo “muambeiro” que,  muitas vezes por profissão, se dedica ao comércio de bens contrabandeados ou não, sem pagar impostos.

Imagens: Delegacia da Receita Federal Bauru