Oficina

No dia 19 de junho, domingo, a partir das 13h, vamos realizar a oficina “Cultura da rua: arte popular e comunicação não violenta”. Será um encontro no Núcleo de Arte Popular de Ourinhos, localizado na rua Henrique Tocalino, sem número, no centro de Ourinhos.

O público alvo são jovens da cidade que tenham interesse em aprender, pensar e conversar sobre os temas comunicação, cultura e artes. Na oficina, vamos falar de maneira leve e dinâmica, a partir das vivências dos participantes, sobre o que significam esses conceitos: comunicação, cultura e artes, e como eles se relacionam entre si. Também vamos fazer alguns exercícios e dinâmicas inspirados na educação popular, que nos convidem a pensar sobre qual é o papel da comunicação, da arte e da cultura no nosso dia a dia, e como podemos viver e usar esses conceitos no sentido de construir relacionamentos não violentos, e elaborar atitudes e projetos mais otimistas diante da vida.

A ideia da oficina surgiu a partir de um diálogo com o coletivo Crewatividade, que já tem projetos muito interessantes relacionados à cultura, e especialmente ao rap e ao hip hop com jovens da cidade de Ourinhos. Como tenho 10 anos de experiência, trabalhando como jornalista e comunicadora social no universo de ONGs que atuam com projetos sociais e educacionais, minha ideia é organizar e compartilhar um pouco dos aprendizados e experiências que fui conhecendo e acumulando nesse tempo de trabalho, buscando aplicar um pouco desse conhecimento numa metodologia que possa fortalecer outras pessoas de nossa cidade, especialmente jovens, a partir do diálogo e da educação popular.

A oficina não tem inscrição prévia e está aberta a quem se interessar, independentemente da faixa etária, porém nosso objetivo é mesmo alcançar jovens que queiram se expressar e construir o próprio conhecimento sobre temas diferentes, de forma participativa, viva e colaborativa com outras pessoas.

APOIE

Seu apoio é importante para o Jornal Contratempo.

Formas de apoio:
Via Apoia-se: https://apoia.se/jornalcontratempo_apoio
Via Pix: pix@contratempo.info

Comentários no Facebook