12ª Feira da Rua agita Movimento Hip Hop de Ourinhos dia 29

Acontece em Ourinhos no próximo dia 29 de maio o 2º Festival Hip Hop e a 12ª edição da Feira da Rua. O evento que será realizado na Praça Melo Peixoto, área central  da cidade, foi criado em 2015 com o intuito de apresentar a cultura Hip Hop local protagonizada por grupos e jovens ourinhenses.

Considerado um movimento social o Hip Hop originou-se nos guetos de Nova York na década de 1970 e a partir daí difundiu-se pelo mundo, tendo como ponto de partida as regiões periféricas das grandes cidades.

A expressão Hip (quadril) e Hop (balançar) é uma gíria, mas  o termo designa um conjunto cultural amplo que inclui música (rap), pintura (grafite) e dança (break). O rap, sigla derivada de “rhythm and poetry” (ritmo e poesia), é a música do movimento e constitui o seu elemento de maior destaque com características essenciais marcadas pelo protesto e pela contestação.

O 2º Festival Hip Hop e a 12ª  Feira da Rua em Ourinhos este ano terá a apresentação de vários artistas locais e de fora da cidade, as atrações já confirmadas são o DJ Dubodd, Lyryca, Dope  e a Drag Queen Kyara .

O evento é uma realização em parceria  da CrewAtividade com a Secretaria de Cultura de Ourinhos  contando ainda  com apoio do Coletivo Enfrente, Status Ciclos, Laboratório Santa Paula, Coelho Style, Gomes Higienização e Traço bizarro e Bruno Geovane.

DJ Dubodd

Matheus Castro é nome por trás do DJ Dubodd. Pesquisador musical compulsivo, o DJ é formado em Produção Fonográfica pela FATEC Tatuí, e a 7 anos vem aprimorando seus sets com influências diversas. Seja da música brasileira, hip hop, funk, Soul, house. Tudo se mistura durante suas apresentações, trazendo assim uma experiência única pra pista de dança.

Lyryca

Lyryca é indígena multiartivista, psicóloga e agente da cultura Hip Hop desde 2014. Diretamente do Grajaú (bairro da periferia de São Paulo) pro interior, também integrante do coletivo GrajaMinas, Lyryca vem demarcando sua arte na região há alguns anos, principalmente na cidade de Marília, onde reside atualmente.

Registra em composições sua narrativa que parte desse território de resistência, de transformação, na intenção do bem-viver e da destruição das invenções coloniais. Em sua trajetória de produção cultural, também idealizou e co-fundou alguns projetos como o Projeto Pé na Porta, Festival Expresso Hip-Hop e projeto O Não-Lugar, Retomadas Indígenas.

Kyara

Kyara é uma DragQueen criada para expressar a musicalidade e performance da cena LGBTQIA+, apresentando e representando sua essência, ancestralidade Preta, sua classe e orientação e querendo transmitir uma mensagem de igualmente e amor. Sua carreira como cantora é uma maneira de: “usar sua voz para levar a todos o valor da sua comunidade e levantar também bandeira contra toda injustiça, preconceito e racismo”. É a primeira Drag a subir no palco da Melo Peixoto e única Drag cantora da cidade e região de Ourinhos, promete uma apresentação memorável e deixar todos da sua cidade natal orgulhosos de sua arte.

Dope

Dope começou fazendo seus primeiros rabiscos em 2013 no Centro de Ourinhos, viajou pra outros estados pra adquirir experiência com outros grafiteiros mais estruturados na Cena Nacional, desde 2018 se envolveu no universos das Tattoo, hoje foca o seu trampo no Custom Lettering e nas referências urbanas relacionadas ao Graffiti & Hip Hop.

 

APOIE

Seu apoio é importante para o Jornal Contratempo.

Formas de apoio:
Via Apoia-se: https://apoia.se/jornalcontratempo_apoio
Via Pix: pix@contratempo.info