BARBÁRIE : Tiroteio por disputa de terra no Paraná deixa 4 mortos (veja o vídeo)

Por Pragmatismo Político

Todo mundo armado: vídeos de tiroteio durante disputa por terras no Paraná parecem cenas de filme. Comerciante e agricultor brigaram e morreram por ambos dizerem que eram proprietários da área

 Um tiroteio motivado por uma disputa de terras deixou quatro pessoas mortas na comunidade rural de Linha Coqueiro, interior de Bom Jesus do Sul, na região sudoeste do Paraná, segundo a Polícia Civil. Os disparos foram registrados em vídeos.

O crime aconteceu na terça-feira (15) depois de uma briga entre um comerciante e um agricultor da cidade que disputam a área. De acordo com a polícia, o terreno envolvido na discussão está em processo de inventário, e os dois alegam ter comprado a faixa.

As investigações apuraram que o agricultor plantou soja no terreno e que cuidava da lavoura. Na manhã do confronto os agricultores passavam veneno e cuidava da lavoura. O comerciante ficou sabendo da plantação e resolveu ir até o local para tirar satisfações.

 Ambos se diziam proprietários dessa terra”, disse o delegado Emerson Ferreira .As partes já vinham disputando uma terra aqui em Bom Jesus. Existia uma questão judicial já que eles estavam discutindo essa posse judicialmente. As partes não se entenderam e não aguardaram essa questão judicial e neste dia cometeram essa barbaridade”, explicou o investigador.

Nas imagens, é possível ver o momento em que o comerciante Cláudio Silvestre Ayala chega de carro até o local e começa a brigar com um homem que está parado na estrada. O homem é funcionário do agricultor que disputa terras.

Dentro do carro do comerciante também está a esposa dele, Janaína Camara Silvestre, que grava a cena e um amigo do casal, identificado apenas como Cristiano.

Para ver os videos clique aqui: https://www.pragmatismopolitico.com.br/2022/02/video-tiroteio-disputa-terra-parana-deixa-mortos.html

APOIE

Seu apoio é importante para o Jornal Contratempo.

Formas de apoio:
Via Apoia-se: https://apoia.se/jornalcontratempo_apoio
Via Pix: pix@contratempo.info