Cesta básica continua subindo em todo o país; valor passa de R$ 700 em algumas capitais

 

Mais de 700 reais . Esse foi o preço da cesta básica encontrado em algumas capitais brasileiras em março. Foi o caso de São Paulo  R$761 e Rio de Janeiro R$750.

Florianópolis (SC) também ficou entre as mais caras: R$745,00. Em fevereiro, a mais cara foi encontrada em São Paulo, no valor de R$715.

O pacote mínimo de produtos para alimentação essencial subiu em 17 capitais pesquisadas pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese).

O aumento acumulado em doze meses ficou entre 12 %, em Aracaju (SE); e quase 30 %, em Campo Grande (MS).

Na capital paulista, os vilões da cesta básica foram tomate, batata, feijão carioquinha, café em pó, óleo de soja, leite integral, farinha de trigo, arroz agulhinha, carne bovina e pão francês.

Segundo o Dieese, com base nos valores da cesta básica mais cara do país, o valor do salário mínimo deveria ser de aproximadamente R$6.400.

 

Nas regiões metropolitanas a renda média cai e atinge mínima histórica: R$ 1.378. Trata-se do menor rendimento domiciliar per capita em 10 anos, segundo estudo.

APOIE

Seu apoio é importante para o Jornal Contratempo.

Formas de apoio:
Via Apoia-se: https://apoia.se/jornalcontratempo_apoio
Via Pix: pix@contratempo.info