Criação de fundo pode reduzir até R$ 3,00 preço da gasolina e diesel

Com o preço da gasolina beirando R$ 7,00 o litro e o diesel na faixa de R$6,00 impõe-se uma triste realidade pelo país, com efeito, dominó de aumento de preços em todos os setores da economia. De autoria do senador Rogério Carvalho (PT-SE), a proposta teve parecer favorável do senador Jean Paul Prates (PT-RN) relator do Projeto de Lei (PL).

A proposta (PL 1.472/2021) visa criar um fundo com lucros obtidos pelo governo com a alta do dólar e do petróleo a fim bancar e aliviar os impactos dos aumentos dos preços além do diesel e gasolina também do gás de cozinha, ao consumidor e na cadeia produtiva.

 

Se aprovado pelo poder Executivo, na prática, o subsídio pode reduzir em até R$ 3,00 no diesel e na gasolina e até R$ 20 no botijão de gás de 13kg. O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), afirmou que vai analisar o projeto para segurar o preço dos combustíveis no início de fevereiro, quando o recesso parlamentar termina.

O senador Prates reforça que o fundo é apenas uma das ferramentas para garantir que os aumentos do barril no mercado internacional não impactem com tanta frequência o orçamento das famílias e de caminhoneiros, motoristas de aplicativos e outros que dependem de combustível para trabalhar. Desde janeiro de 2021, o preço da gasolina acumula alta de 77,04% e o diesel já subiu 78,71%.

“Estamos tentando colocar um sistema de amortecimento para que um país grande produtor de petróleo assegure ao investidor a receita, mas que atenue os impactos para o comprador de gás de cozinha, diesel e gasolina”. É uma solução possível — disse Jean Paul.

 

Com Agencia Senado

APOIE

Seu apoio é importante para o Jornal Contratempo.

Formas de apoio:
Via Apoia-se: https://apoia.se/jornalcontratempo_apoio
Via Pix: pix@contratempo.info