Pedido de abertura de CPI sobre a falta de água na cidade é apresentado na Câmara dos Vereadores de Ourinhos

O problema da falta de água em diversos bairros de Ourinhos foi destaque na 1ª Sessão Ordinária da Câmara dos Vereadores, realizada na última segunda-feira, 4. Na mesma sessão, o vereador Edvaldo Lucio Abel (PSDB), o Vadinho, pediu a abertura de CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) sobre o problema que vem afetando seriamente a população ourinhense.

Até agora, o pedido conta apenas com as assinaturas dos parlamentares da oposição do prefeito Lucas Pocay; além de Vadinho, os vereadores Flavinho do Açougue e Dr. Salim assinaram o pedindo.

Segundo o vereador Vadinho, existem mais de 200 ações na SAE para a verificação de valores irregulares na conta de água. Além da população ter sofrido com a falta de água durante os últimos meses, incluindo as vésperas de Natal e Ano Novo de 2018, em 2019, a primeira conta de água chegou nas casas ourinhenses com valores exorbitantes. Segundo a reportagem da TV Tem, um mototaxista de Ourinhos recebeu a conta de água de janeiro no valor de R$ 2.3000,00 — muito acima da média das cobranças anteriores.

A página oficial da Câmara dos Vereadores publicou a proposta e a fala de Vadinho sobre a hipótese da população estar pagando por ar. “… existe o problema do ar na distribuição da água. Segundo técnicos que consultamos, a população está pagando cerca de 30% de ar no valor da conta de água. Inclusive, estou reiterando o requerimento nº527/2017, que solicita estudos sobre a instalação de ventosas nas redes de água que terão a função de eliminação do ar e garantia do funcionamento normal do sistema”, afirmou o vereador.

A CPI foi solicitada para abrir uma investigação e elucidar a população sobre as causas administrativas que podem estar causando todos os problemas com a Superintendência de Água e Esgoto de Ourinhos. Para o vereador, somente uma CPI poderá verificar o que realmente vem acontecendo com a SAE.

 

Eduarda Schuh

23 anos e ourinhense de coração. Jornalista em busca do combate às desigualdades e injustiças. Luto pelo poder popular!