PRF recupera carro roubado na BR 153, vendido em rede social pela metade do preço

Um casal comprou o veículo acreditando que possuía apenas débitos de multas e licenciamento. O fato ocorreu ontem  terça-feira (18), a PRF recuperou um veículo roubado, no km 70 da BR 153, em São José do Rio Preto/SP. O casal que estava no carro disse que comprou pela metade do preço no Facebook.

Os policiais rodoviários federais realizavam a fiscalização quando visualizaram um veículo com placas do Rio de Janeiro passando diante deles. A fim de checar a regularidade documental, a equipe realizou a abordagem.

Ao checarem os sinais identificadores, como chassi e número do motor, perceberam que se tratava de um veículo roubado no dia 30/12/21 em Itanhaém-SP, cujas placas foram substituídas por outras com caracteres de um veículo semelhante. Esta prática transformou o veículo roubado em um clone de outro veículo do Rio de Janeiro, sem queixa criminal.

Na ocasião da abordagem, o veículo era ocupado por um casal de José Bonifácio distante 200 km de Ourinhos. Eles disseram aos policiais que compraram o automóvel através de uma comunidade de compra de venda de veículos no Facebook.

O motorista disse que comprou o veículo de um vendedor desconhecido, e pagou bem abaixo do preço de mercado porque o vendedor disse que havia muitos débitos de multas e licenciamento. Ele pagou R$ 35 mil em um veículo que vale o dobro.

A PRF orienta a população a redobrar a cautela ao realizar compra e venda de veículos através das redes sociais, principalmente quando o preço anunciado está abaixo do preço de tabela. Pagar mais barato em veículos com dívidas pode sujeitar a pessoa a complicações criminais. Havendo dúvidas quanto à procedência, procure uma vistoria cautelar.

O veículo foi apreendido na central de flagrantes de São José do Rio Preto. A ocorrência está em andamento.

 

Fonte

Policia Rodoviária Federal

APOIE

Seu apoio é importante para o Jornal Contratempo.

Formas de apoio:
Via Apoia-se: https://apoia.se/jornalcontratempo_apoio
Via Pix: pix@contratempo.info