PT e PROS de Ribeirão do Sul lançam pré-candidatura de Luizão a prefeito

No último domingo, 12, lideranças do PT e do PROS de Ribeirão do Sul se reuniram e lançaram a pré-candidatura a prefeito de Luizão e de Marcos Corrêa como vice-prefeito, nas eleições do dia 02 de outubro.

Luizão foi candidato a prefeito nas eleições de 2012, ficando em 2º lugar com  1.015 votos, numa diferença de menos de 300 votos para a prefeita Eliana que teve 1.302 votos e bem acima do terceiro colocado, Almir com 896, fato que o credencia como principal concorrente de Eliana, que deve lançar sua candidatura a reeleição nas próximas semanas.

 

 

Perfil dos pré-candidatos 

Luizão

Nascido em Santa Cruz do Rio Pardo, Luizão se formou em Odontologia na Unesp de Araraquara em 1986 e e entre 1998 e 2000 fez curso de Especialização de Ortodontia e Ortopedia Facial na EAP-APCD Santo André. Cirurgiã Dentista desde 1986 em Santo André, fixou  residência em Ribeirão do Sul a partir de 2009 e atende em seu consultório dentário, desde 2010.

Iniciou sua militância política no PT na cidade de Santo André, onde era ligado a corrente Articulação (atual CNB), por intermédio de Carlos Grana, Luiz Turco e Rafael Marques do sindicato dos Metalúrgicos de São Bernardo do Campo. Em 1998  iniciou sua tentativa de organizar o PT em Ribeirão do Sul  que foi concretizada em 2002. Em 2010, Luizão começou a articular sua candidatura a prefeito nas eleições de 2012, ocasião em que foi apoiado pelo PMDB e PP.
Marcos Corrêa
Nascido em Ribeirão do Sul, Marcos Corrêa se formou em Geografia pela FIO em 1985. Professor desde 1987, trabalhou por dois anos em Itapevi, região Metropolitana de São Paulo. Desde 1989, trabalha como professor na região de Ourinhos, tenho se efetivado na Secretaria da Educação em 1993. É também professor concursado pelo Centro Paula Souza, onde trabalha na ETEC  Jacinto Ferreira de Sá desde 1995. Iniciou sua militância poíitica no início dos anos 1980. Em 1982, fez campanha para Lula, quando candidato a governador. Construiu sua consciência política nas CEBs – Comunidades Eclesiais de Base da Igreja Católica, onde se procurava procurava se aliar Fé e Política. Filiado formalmente ao PT desde 1990, seja enquanto militância ou filiação partidária, jamais abandonou o partido, partido esse que se orgulha em pertencer, entre outras ações, por ter tirado, durante o governo Lula – 2002/2010, mais de 30 milhões de brasileiros da condição de miséria. Filiado a APEOESP, sindicato dos Professores da Rede Publica Estadual, desde 1987, participou de todas as lutas em defesa de um ensino público de qualidade.

 

 

APOIE

Seu apoio é importante para o Jornal Contratempo.

Formas de apoio:
Via Apoia-se: https://apoia.se/jornalcontratempo_apoio
Via Pix: pix@contratempo.info