Vivência e Oficina do Mamulengo Jaraguá acontece hoje no Núcleo de Arte Popular

Acontece  logo mais as 19 horas desta 6ª feita a “Vivência e Oficina do Mamulengo Jaraguá no Núcleo de Arte Popular, o evento é uma realização do grupo Soarte e da Cia Canto e Cantoria de Fortaleza – CE com apoio da Secretaria Municipal de Cultura. A proposta compõe a apresentação do Jaraguá e da brincadeira de rua que envolvem esse “entremeio”, como são chamados os personagens dos Bois e Reisados nordestinos.

A oficina é para todas as idades, e é especialmente  indicada para arte-educadores, professores, artistas, brincantes, e todas as pessoas interessadas.em aprender a  construção de um Jaraguá o manuseio do mamulengo e vivência desses brinquedos juntos com o Jaguarazim.

Os participantes devem levar os seguintes materiais para construção do Jaraguá: Duas tampinhas de garrafa pet, um frasco de plástico de 300 ou 500ml (não serve embalagem redonda). Uma manga comprida de blusa ou camiseta, uma tesoura.

A oficina será com  Rosângela Ampúdia: Brincante da Cultura Popular Brasileira, arte-educadora, percussionista (Caixado Divino), contadeira de histórias, cantadeira, compositora, atriz, artesã e bonequeira.

Brincante na ala das baianas do Maracatu Solar de Fortaleza e Caixeira do Divino do Reisado Brincantes Cordão do Caroá de Fortaleza.

Idealizou e criou a Cia Conto e Cantoria em 2013, quando chegou ao Ceará, levando suas raízes, mestres e mestras no seu fazer artístico cultural. Assim, nessa mescla inter-regional de aprendizado, traz consigo vivências com mestres nordestinos para serem compartilhadas.

Horário: 19:00h

Local: Núcleo de Arte Popular (Praça Henrique Tocalino S/N – Centro)

Colaboração Consciente

O Jaraguá

O Jaraguá é um “brinquedo de rua”, um entremeio do Reisado nordestino. Representa um animal indefinido que dança em passos miúdos e vai de um lado para o outro batendo as queixadas, fingindo morder ou “catar piolho”. Originalmente é feito de uma caveira ou mandíbula de cavalo, presa a um pau comprido e forte que lhe serve de suporte e pescoço. Porém muitos grupos de Reisado e Culturais fazem uma releitura, criando seus Jaraguás com figuras caricatas, coloridas, como é o caso do Jaraguá do Reisado dos Irmãos dos mestres Antônio e Raimundo, de Juazeiro do Norte; do Jaraguá da Carroça de Mamulengos, também de Juazeiro, criada por Carlos Gomide, e do Jaraguazim

da Cia Conto e Cantoria de Fortaleza, criada por Rosângela Ampudia.

 

 

 

 

 

APOIE

Seu apoio é importante para o Jornal Contratempo.

Formas de apoio:
Via Apoia-se: https://apoia.se/jornalcontratempo_apoio
Via Pix: pix@contratempo.info