Ourinhenses denunciam mau atendimento e grosseria de pediatra da UPA

Durante esta semana, a partir de uma publicação em um grupo de classificados de Ourinhos no Facebook, surgiram muitas reclamações e denúncias sobre a negligência de um pediatra da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da cidade.

A irmã de uma criança relatou a sua experiência com um antigo pediatra ourinhense. De acordo com o relato, no mês passado a paciente de seis anos já havia sido levada à UPA, com fortes dores intestinais. Nesta ocasião, o médico tratou a irmã e a paciente com grosseria e mandou a criança para casa sem realizar nenhum exame laboratorial, apenas com a receita de Dipirona e soro.

Na noite desta terça-feira, 21, a responsável voltou com a criança à UPA. Segundo ela, novamente, as duas foram tratadas com grosseria, violência e negligência pelo pediatra. “Ele chacoalhou a cabeça da menina de forma grosseira, além de querer enfiar o palito nela de forma bruta. Sabendo que ela não gostava, pegou ela pelo maxilar tentando forçar a entrada do palito”, afirmou a ourinhense que preferiu não expôr o nome.

Na segunda consulta, o médico também não pediu exames laboratoriais, apenas receitou uma injeção para dor e ânsia de vômito. Preocupada, a responsável pela criança pediu que um raio-X fosse feito para confirmar se não era uma apendicite ou algo mais grave, mas o pediatra respondeu-a com deboche, ergueu a voz e disse que o médico ali era ele.

Pelo Facebook, outras pessoas pronunciaram-se sobre o médico. Comentários de outras famílias:

Não conseguimos o posicionamento do médico, nenhum de seus contatos estão disponíveis.

De acordo com a Secretaria da Saúde de Ourinhos, por conta das reclamações, o desligamento do pediatra já foi solicitado e ele ficará na UPA até que o mês termine e outro especialista possa substituí-lo.

Eduarda Schuh

21 anos e ourinhense de coração. Estudante de Jornalismo na UNESP de Bauru. Aspirante a jornalista há algum tempo. Buscando um caminho para um mundo mais justo há ainda mais tempo. Contra qualquer tipo de exclusão e elitização, escrevo para quem precisa entender. Feminista e progressista, procurando os erros e acertos.