Artigo: Mais de 5.500 crianças foram assassinadas – Escrito por Athos Migliari

Por Athos  Migliari – Completou um mês a matança feita pelos judeus sionistas contra o povo Palestino na Faixa de Gaza.
Com apoio dos EUA e da maioria dos países da Europa cerca de 4.237 crianças foram mortas pelos bombardeios do exército de Israel em áreas civis, hospitais e escolas além de outras 1.350 perdidas sob os escombros de edifícios destruídos totalizando mais de 5.500 crianças assassinadas pelos judeus sionistas.
Óbvio que o número de mortes é muito maior, mais que o dobro desse número, incluindo mulheres, idosos, jovens e adultos civis. Um massacre contra um povo confinado numa área densamente povoada sem ter para onde fugir.
Infelizmente, apesar dos esforços de alguns países para encontrar uma solução e uma parada nos assassinatos, pouco se conseguiu nesse sentido, somente alguma ajuda humanitária e a possibilidade de algumas pessoas saírem da área mas o bombardeio e a matança continuam sem parar.
É verdadeiro que Brasil e Rússia tentaram bastante, na ONU, uma solução negociada. Mas também é verdadeiro que a postura desses países ao qual se juntam China e parte dos países Árabes fazem muito menos do que é possível a fim de conter o desejo dos judeus sionistas de eliminarem fisicamente o povo palestino da região que é dos palestinos. Agora mesmo ficamos sabendo que os 34 brasileiros que tentam sair de Gaza ficaram de fora da lista pelo sexto dia consecutivo, disseram que é possível amanhã, quinta-feira, vamos ver. Existe uma lista, revisada por Israel, das pessoas que podem sair de Gaza. Além de assassinos, os judeus sionistas são chantagistas.
É preciso romper relações diplomáticas e interromper a venda e o fornecimento de petróleo para Israel!
Também não tenho visto manifestações firmes dos católicos, pentecostais, evangélicos, budistas e outras religiões. Suponho e espero que a falha não esteja nas religiões, mas nas pessoas que falam em nome delas.
A verdade é que existe uma imensa hipocrisia na humanidade. O que o povo palestino tem a oferecer em termos de riqueza naturais, bens materiais? Nada! Oferecem problemas, é um povo pobre e sem recursos. Ninguém se interessa, ninguém quer. É a mesma coisa quando uma tragédia ocorre com ricos e uma tragédia ocorre com pobres. O noticiário é diferente, o interesse das pessoas é diferente. Até com animais é diferente. Muitos se dispõem a salvar um cachorro ou gato na rua, mas não possuem a mesma compaixão com crianças pobres.
É muita hipocrisia. É falta de empatia e compaixão com seres humanos pobres!
Nós mesmos, aqui do jornal, quantas matérias fizemos a respeito? Estamos em dívida sim com o povo palestino. Já faz alguns dias que venho pensando nisso e esperando que em nossa pauta aparecesse algo. Mas, após um mês, resolvi escrever.
Todos nós, sem exceção, devemos colocar em nossas postagens nas redes sociais a denúncia desses assassinatos.
Quem quiser ver imagens e vídeos horríveis de crianças palestinas mortas e feridas, algo que nossa imprensa ocidental não mostra, pode acessar alguns canais no Telegram, basta procurar, mas seguem dois: The Children for Gaza e Gaza Now in English. Além de sites, por exemplo: https://www.aljazeera.com/ e https://www.dci-palestine.org/.
A língua não é mais barreira para ninguém. O Google Tradutor dá conta do recado, mesmo não fazendo uma tradução perfeita é o suficiente para entender o conteúdo. E tem o ChatGPT que também traduz muito bem.
E, para finalizar, notícia de agora cedo, nesta quarta-feira, 08/11/2023.
Rami Abdu, Presidente do Monitor Euro-Mediterrânico dos Direitos Humanos:
– Dezenas de cadáveres estão nas margens das estradas a leste e oeste da Cidade de Gaza e estão sendo COMIDOS POR CÃES.
– Centenas de vítimas estão desaparecidas sob os escombros e seus corpos estão em decomposição. Alguns deles estavam vivos, mas ninguém conseguiu retirá-los dos escombros.
– As pessoas na Cidade de Gaza e nas regiões do norte de Gaza estão a morrer de fome devido ao esgotamento dos alimentos e da água potável, e estão a ser relatadas mortes de crianças devido à seca e à fome.
Parem com os assassinatos em GAZA!
Parem de matar crianças em GAZA!
Criação de um Estado Palestino independente e autônomo!

APOIE

Seu apoio é importante para o Jornal Contratempo.

Formas de apoio:
Via Apoia-se: https://apoia.se/jornalcontratempo_apoio
Via Pix: pix@contratempo.info