O grave e a greve dos professores em São Paulo

Professores de Ourinhos e região rompem o marasmo de anos. Seguidamente, tem ocorrido proposta de greve na educação em São Paulo, no entanto, os chamados não conseguem sensibilizar o conjunto dos professores paulistas.
Agora parece ser diferente. Em Ourinhos e região, o movimento ganha força e até mesmo na pequena Ribeirão do Sul, de forma surpreendente, a escola se encontra fechada, onde apenas o Diretor abre as portas e como na canção de Raul Seixas, professores e alunos não comparecem, parecendo o dia em que a Terra parou.
Estariam os professores em São Paulo iniciando um processo de luta no poderoso econômico Brasileiro, denunciando e superando o desmonte neoliberal tucano, por mais de 20 anos no poder?
Professores prometem não ser um contraponto passageiro.