Artigo: “Pink é feminismo, é romantismo, é pureza, é delicadeza, mas só nas midias” Por Pedro Saldida

 

 

Começo por escrever este artigo lembrando-vos das fotos dos dois principais pré candidatos a Prefeito da Cidade de Ourinhos junto do Governador do Estado de São Paulo, Tarcísio de Freitas. Sei que na Política devemos ter os tentáculos de um polvo e procurar sempre o melhor para os munícipes, mas é aquela velha máxima, se numa mesa de 11 pessoas se sentar um nazista e ninguém se levantar, então não teremos somente um nazista; adoraria escutar da boca dos dois pré candidatos se concordam com as políticas praticadas pelo Governador e se as pretendem implementar na nossa Cidade.

Pergunto se concordam com a política pública de segurança que matou 56 pessoas e que findou porque a última morte foi de um PM de folga; pergunto se concordam com a agressão covarde praticada contra um cadeirante em sua própria casa, amplamente noticiada nos meios de comunicação social; queria saber se concordam com a morte de uma jovem mãe, sentada num banco de jardim esperando seu filho cortar o cabelo e ser atingida por uma bala na nuca; questiono se concordam com o decreto que autoriza a entrada de “atendentes pessoais” para auxiliar estudantes do Transtorno do Espectro Autista( TEA) em escolas estaduais.

 

Os tais atendentes podem ser membros da família do aluno ou profissionais contratados e pagos pela família da criança; este decreto surgiu porque a Deputada Estadual Andréa Werner, do PSB, anunciou que iria processar o Estado porque o mesmo não garantiu a inclusão de seu filho autista na rede estadual de ensino.

No quesito de mudança de sede administrativa para o centro da Capital concordo porque defendo há muito a concentração de Secretarias e Departamentos de Administração Pública em um só lugar, ao invés de pagar alugueis exorbitantes por edifícios espalhados pela Cidade; até para a população a concentração traz benefícios de suma relevância; o que não entendo é como proceder com os frequentadores da Cracolândia, o que vai fazer, que medidas vai tomar, espero sinceramente que tenha um plano efetivo e não de fachada somente; os dois pré candidatos pensam em seguir este modelo ou vão manter os altos custos da Administração Pública espalhada pela Cidade e pesando demais nos cofres públicos.

 

Hoje venho falar somente da nossa Cidade e da Gestão porque acredito que chegámos ao limiar das nossas forças, tudo tem limite e a tudo devemos dar um basta; é lindo de ser ver uma Gestão rosa mostrada nas redes sociais, mas o que estão fazendo, como estão fazendo chegou aos limites da razoabilidade. Como pode uma Gestão diferenciar professores no valor da hora aula? A aula deve ser equiparada porque não há professor de primeira e professor de segunda categoria; ambos são professores; Como podem designar uma Professora de AEE( Atendimento Educacional Especializado) para 5 crianças, cada uma delas com um com um nível de dificuldade diferente; como esperam que o Professor alcance a aprendizagem com seus alunos; agora no final da prorrogação para o apito do fim do mandato abriram finalmente concurso para Professor de AEE( atenção que a classificação final tem que sair até ao dia 2 de Julho, 90 dias antes da eleição), com uma vaga somente, já sei vão falar que depois vão chamando conforme a necessidade, quando andaram a brincar com as pessoas durante todo este tempo; é mais fácil abrir processo seletivo porque as pessoas precisam, que lhes dar a chance de um concurso; quantas vezes o Secretário de Planejamento avisou sobre a quantidade exagerada de processos seletivos, não foi por ruindade não, foi por conhecer bem as leis, e saber que se abre processo seletivo é porque precisa de pessoas, logo o concurso é o mais certo e legal a se fazer; mas preferiram atribuir até  5 crianças a um só Professor e deixar o barco à deriva até não conseguir mais fazer com que o barco andasse.

 

A pior Gestão é aquela que não dialoga, a que toma posições monocráticas se achando Luís XIV; atualmente o descontentamento dos servidores com a Gestão é claro e bem vincado, os pais deverão ser os únicos que apoiam talvez por nem saberem de metade das coisas que acontecem no dia a dia na Educação de Ourinhos, porque assistem e aplaudem as redes sociais pinks. Batemos no fundo quando temos somente um funcionário de Serviços Gerais para limpeza de escolas da dimensão das nossas; triste ver uma pessoa sozinha tentando cumprir os mínimos para manter minimamente decente condições de limpeza de uma escola. Vejam quantos auxiliares de serviços gerais estão desviados de função com cargo e quantos estão por escola, é desumano; triste ver professoras, alunos, Vice- Diretoras e Diretoras auxiliarem na limpeza para que não cheguemos a um estado deplorável e de difícil frequência nas escolas; triste um Inspetor ficar sozinho porque o colega ficou doente e são somente dois para 170 crianças; o que assistimos hoje na Educação em Ourinhos é a ajuda mútua porque se as equipes não se ajudarem a escola despenca que nem a Gestão já despencou há muito; nós seguramos o barco mas as pessoas podem estar cientes que o fazemos pelas crianças, não pela Gestão, essa já nos humilhou, desiludiu, desvalorizou há muito.

 

A escola é uma equipe só constituída por gestão da unidade escolar, professores, secretários, inspetores, auxiliares de serviços gerais e merendeiras, ou cozinheiras; imaginem se tivéssemos feito greve porque o Prefeito recebe quase tanto como o Presidente da República e os servidores recolhem migalhas que devem agradecer como se fosse o maior reconhecimento jamais dado aos servidores, o que iriam falar de nós. Nem adianta sequer pensar em qualquer tipo de reivindicação, ou reclamação com esta gestão, as pessoas são ameaçadas, perseguidas e muitas vezes destratadas; este texto escrevi após o desabafo da minha amiga Professora Ilma Mendes Silva e resolvi acrescentar mais alguns desabafos de quem jogou a toalha no chão, de quem desistiu e sobrevive somente pelas crianças, elas sim a nossa preocupação; a gestão passará e ficará conhecida como a pior que Ourinhos já teve em toda a sua história, não somente o Prefeito, muitos Secretários estarão nessa lista.

Esta Gestão resolveu vender a SAE por R$275,5 milhões e transferir seus servidores para a Secretaria do Meio Ambiente; a água escasseia nas torneiras de muitos bairros e a partir daqui iremos pagar bem mais e sem ninguém a quem recorrer ou reclamar por serviço mal prestado. A Gestão que inventou de construir uma praia para tirar o povo, os bregas do lago do Royal Park para não diminuir o valor dos imóveis; como se uma praia fosse mais importante que reais e efetivas políticas públicas tão em falta na nossa Cidade.

 

Acredito que deve ter zerado a fila de cirurgias eletivas já que teremos FAPI novamente, lembremos do argumento do cancelamento do ano passado. Estamos todos ansiosos pela eleição de Outubro para podermos respirar de alívio e podermos dizer que sobrevivemos à pior gestão que a nossa Cidade teve, desde a sua elevação a município em 1918.

Agora assistamos de camarote à debandada dos Vereadores da base, o jogo político começou e eles já começaram a mudar de lado.

Deixo-vos como sempre com uma frase, desta vez de Santo Agostinho, Teólogo e Filósofo nos primeiros séculos do Cristianismo:

“A esperança tem duas filhas lindas, a indignação e a coragem; a indignação nos ensina a não aceitar as coisas como estão; a coragem, a mudá-las.”

APOIE

Seu apoio é importante para o Jornal Contratempo.

Formas de apoio:
Via Apoia-se: https://apoia.se/jornalcontratempo_apoio
Via Pix: pix@contratempo.info