STF torna Cunha réu na Lava-jato

Jornal GGN A maioria dos ministros do STF (Supremo Tribunal Federal) votou contra o presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ) e a favor da abertura de ação penal contra ele.

A atual prefeita de Rio Bonito (RJ) e ex-deputada federal, Solange Almeida, também teve abertura de ação penal votada pela maioria.

Os ministros seguiram o voto do relator, Teori Zavascki, e entenderam que há indícios de que Cunha recebeu US$ 5 milhões de propina por um contrato de navios sondas da Petrobras.

Hoje, seis dos 11 ministros da Corte aceitaram a denúncia contra Cunha e Solange. A sessão será retomada amanhã, tendo sido suspensa hoje.  Amanhã os demais ministros deverão apresentar os seus votos. Se o resultado permanecer, Cunha e Solange passarão à condição de réu no processo.