Tarcísio recusa verba federal para construir 54 Centros Culturais no interior e revolta prefeitos

A informação foi publicada na coluna de Mônica Bergamo na Folha. O governo do estado de São Paulo de Tarcísio de Freitas (Republicanos), não inscreveu municípios no Novo PAC da Cultura, programa que disponibilizará R$ 500 milhões para a construção de Centros de Educação Unificados (CEUs) em várias cidades do interior paulista.

O Novo PAC – Programa de Aceleração do Crescimento  pretendia  construir 54 espaços culturais no estado, 94 cidades enviaram projetos, atendendo a exigência de um terreno de 500 metros quadrados (m²) onde o novo equipamento cultural seria construído.

Para receber a verba, os municípios deveriam se inscrever junto ao governo de seus estados, que então encaminharia a lista ao governo federal, porém,  Tarcísio de Freitas recusou a verba de R$ 2 milhões do Ministério da Cultura destinada para cada unidade, dizendo  ser insuficiente para atender às exigências do programa.

Como  justificativa o govenador disse que, de acordo com os cálculos do seu governo , o espaço não poderia ser erguido por menos de R$ 5 milhões e sua gestão não tem verba prevista para os investimentos e que não há qualquer interferência política na decisão.

A recusa causou indignação em prefeituras que tinham apresentado seus projetos, em nota secretários de Cultura de Diadema, Mauá, Rio Grande da Serra, Nova Odessa, Sumaré, Caçapava, Hortolândia e Suzano critica a decisão. “Recebemos com surpresa e indignação a notícia de que o governo do estado de São Paulo decidiu, de forma unilateral e monocrática, não inscrever no Novo PAC da Cultura nenhum dos 94 projetos de CEU da Cultura cadastrados pelos municípios paulistas”

APOIE

Seu apoio é importante para o Jornal Contratempo.

Formas de apoio:
Via Apoia-se: https://apoia.se/jornalcontratempo_apoio
Via Pix: pix@contratempo.info