Concessão do auxílio-doença do INSS não precisa mais de perícia presencial

 

Agencia do INSS no centro de Ourinhos na Rua Antonio Carlos Mori 

Subiu de 90 para 180 dias o período do afastamento temporário por doença antes a solicitação só podia ser feita com atestado e de forma remota nas localidades em que o tempo de espera para realização da perícia fosse superior a 30 dias .

As perícias são por análise documental sem a necessidade do trabalhador e até o INSS e passar pelo médico perito. Este benefício é um dos mais requisitados e o objetivo é proteger o trabalhador que está numa situação de incapacidade e acabar com as filas de agendamentos.

Todo trabalhador tem direito a benefício, mas não é necessariamente o trabalhador que está doente mas sim,  o trabalhador que além de ter uma doença esta incapacitado para o trabalho e não tem condições de desenvolver a sua atividade.

Muitas vezes a perícia médica em muitos casos acaba não sendo cumprida à risca,  o período em que o médico do segurado determinou e a perícia médica acaba concedendo um tempo menor.

O trabalhador pode solicitar o benefício por até seis meses usando o app meu INSS, a Central de Atendimento pelo número 135  ou presencialmente nas as agências da Previdência Social. A entidades com convênio o trabalhador também precisa apresentar documentação médica ou odontológica.

 

APOIE

Seu apoio é importante para o Jornal Contratempo.

Formas de apoio:
Via Apoia-se: https://apoia.se/jornalcontratempo_apoio
Via Pix: pix@contratempo.info