Prefeitura pretende gastar 23 milhões para ampliar lago do Royal Park

 

A Prefeitura de Ourinhos orçou em 23 milhões e 208 mil reais  a contratação de empresa especializada para a execução de serviços de terraplenagem, barragem, passarelas, ponte e obras de infraestrutura na ampliação do lago do Parque do Centenário.

O lago já existente foi construído nos anos 80 com o  represamento das águas do córrego da Chumbeada, primeiramente ficou conhecido como lago da Nova Ourinhos, depois batizado como Lago Municipal Maria Aparecida Pedrotti.

Hoje conhecido popularmente como lago do Royal Park, o local foi rebatizado pelo prefeito como Parque Complexo Odair Alves da Silva em  homenagem ao seu avô.

A área de ampliação do lago está do outro lado da Avenida Luiz Saldanha Rodrigues, entre condomínios de alto padrão com muitas mansões em uma região dita “nobre” da cidade.  O investimento milionário deverá  valorizar sobremaneira os condomínios Royal Park Prime, Nova Ourinhos,  Villággio e Royal Garden,  que ladeiam a área destinada a ampliação, estimulando a especulação imobiliária.

De acordo com edital de licitação publicado em agosto do ano passado, que não apresenta justificativas paro o alto gasto, a ampliação terá todo o suporte financeiro da Prefeitura de Ourinhos através de Operação de Crédito, ou seja empréstimos bancários. Todo processo licitatório pode ser consultado em : https://www.ourinhos.sp.gov.br/portal/editais/0/1/2639/

Licitação impugnada

Porém,  em outubro de 2023 a   Prefeitura de Ourinhos suspendeu o Processo Licitatório nº 1.069/2023, em função de questionamentos e impugnação apresentadas por três empresas licitantes, Rual Construções, A3 Engenharia e Ecopontes Sistemas Estruturais

O projeto previsto na Lei Orçamentária Anual – 2022, apresentado em audiência pública em 26/08/2021, foi elaborado pela Secretaria de Desenvolvimento Urbano, Secretaria de Infraestrutura e Obras e a Secretaria de Meio Ambiente e Agricultura.

Além da ampliação  do lago o parque o projeto prevê  a construção de equipamentos públicos como ciclovia, pista de caminhada, quadra esportiva e quiosques.

2013: Rompimento de barragem

Até 2013 o local  onde  a prefeitura pretende  ampliar o Parque Centenário, já contava com um lago artificial,  em abril daquele ano devido a intensas chuvas,  a barragem de represamento  rompeu e o lago foi  esvaziado. O volume de água ultrapassou a altura da barragem e ocasionou o transbordamento e a destruição do dique de contenção do lago causando a morte dos peixes.

O então conhecido como Lago da Unimed esvaziado após rompimento da barragem em 2013 – Foto reprodução.