A Moda é tudo sobre a felicidade: nossa participação no SPFW 2024: Entrevista com professor Érico Vieira, Alana Jenner, Isadora Bianca, Maria Clara e Mar Ferreira – Por Bruno Yashinishi

“A moda é tudo sobre a felicidade”. Essa frase da célebre designer de moda italiana Donatella Versace, apesar de hiperbólica, ainda não consegue limitar o alcance da contemplação estética e a importância da moda enquanto expressão legitimamente artística. Na verdade, a moda, assim como outras expressões estéticas, precisa não somente ser interpretada, estudada, discutida, mas também experimentada, contemplada intimamente e, evidentemente, socializada.

Nesse sentido, entrevistamos o professor Érico Vieira e as estudantes do Curso Técnico em Produção de Moda do SENAC de Ourinhos, Alana Jenner, Isadora Bianca, Maria Clara e Mar Ferreira que se fizeram presentes na 57ª edição do São Paulo Fashion Week (SPFW), sob orientação do professor, para que possam socializar suas experiências nesse importante evento. Vale lembrar que o SPFW é o maior evento de moda da América Latina e um dos mais importantes do mundo. Ele ocorre duas vezes por ano, em São Paulo, e apresenta as últimas tendências da moda brasileira para as temporadas de primavera/verão e outono/inverno. Nesse ano, o evento ocorreu entre os dias 17 a 20 de abril.

BY: Primeiramente é uma grande satisfação entrevista-los. Desde 1996, o SPFW tem desempenhado um papel crucial na promoção da moda brasileira tanto no cenário nacional quanto internacional. Como surgiu a ideia de levar a turma à participação no evento?

Prof. Érico: Primeiramente eu que agradeço pela oportunidade de ser entrevistado por você para o Jornal Contratempo que vem realizando um trabalho excepcional! Ir ao São Paulo Fashion Week sempre foi um sonho meu e dos meus alunos, desde o início do curso almejávamos um dia poder vivenciar essa experiencia. O SENAC possui uma parceria de longa data com o evento, inclusive em 2024 a área de moda no SENAC completa 60 anos! E graças a nossa equipe gestora do SENAC Ourinhos, o nosso coordenador Renato Bertoni, e principalmente pelo convite da GD1 (Gerência de Desenvolvimento 1 do SENAC São Paulo, responsável pela área de Moda & Beleza) foi possível realizar este sonho e vivenciar essa experiência única, pois deram oportunidade para que os alunos das unidades do interior de São Paulo pudessem participar do evento, incluindo assistir aos desfiles e uma visita guiada pelos bastidores.

BY: Quais foram as percepções que vocês tiveram sobre as tendências de moda atuais que se destacaram no SPFW?

Prof. Érico: Acredito que o mais se destacou foi a autenticidade brasileira na maneira de fazer moda, temos um potencial imenso e diversos talentos! Falando no quesito tendências presentes nas passarelas, muita transparência, uso de materiais alternativos, sustentabilidade presente nos tecidos, o estilo street predominou, além de composições de looks contemporâneas com modelagens amplas, geométricas e recortes bem construídos.

Alana: As tendências que bombaram foram várias na verdade, mas o que mais vi lá foi o crochê. A arte artesanal estava muito presente. Tinham muitos looks futuristas. Porém, o que eu mais amei foi a forte brasilidade presente em todos.

BY: O que representa o SPFW para os estudantes de Moda, principalmente para vocês duas?

Prof. Érico: O evento é um dos maiores eventos de moda na américa latina, então ele representa o fazer profissional desta área, como dito anteriormente, poder participar dessa vivência, é um sonho para muitas pessoas principalmente para os estudantes da área da Moda, simboliza e representa uma conquista, uma realização pessoal e profissional.

Maria Clara: Representa oportunidades, conhecimentos, novos contatos, sonhos e que nada é impossível no mundo da Moda. Não têm certo nem errado, mas tem o que você se identifica!

BY: Como a participação nesse evento tão importante pode contribuir direta ou indiretamente com a formação de vocês e para a comunidade de Ourinhos?

Prof. Érico: A área da moda na nossa cidade ainda é muito tímida, quando pegamos o recorte de atividades para além do comércio de vestuário, calçados e acessórios. Ainda não possuímos grandes eventos de moda, e uma movimentação nesse sentido. Acredito que a participação no evento, além de inspirar os estudantes, incentiva-os à fomentar a moda em nossa cidade, seja empreendendo, ou desenvolvendo projetos. Uma das minhas lutas e bandeiras que levanto, é que existe sim moda no interior e não só na capital, e eu quero fazer isso acontecer aqui! Trabalho sempre em sala de aula e instigo os alunos para que eles almejem se tornarem referências de moda para nossa população e que através de seus trabalhos deem oportunidade para os próximos que virão, a moda apesar de ser considerada por alguns como fútil e banal, é muito mais que isso, para quem não possui informação sobre moda é difícil compreender o quanto moda é muito mais do que roupa e do que se pode realizar trabalhando com moda, e moda não é algo exclusivo para somente uma parcela de pessoas da sociedade, temos que “deselitizar” esses conceitos pois a moda é sim democrática e para todos!.

Mar Ferreira: Pôde contribuir com a minha formação, pois tive a oportunidade de vivenciar o que aprendo em sala de aula. Nós, estudantes de Moda, tivemos a oportunidade de estar no back stage e vivenciamos algo único, já que fomos os primeiros estudantes do interior a estar nesse ambiente.

BY: Para aquelas ou aqueles interessados em cursar ou estudar Moda, quais seriam os conselhos, dicas ou sugestões?

Prof. Érico: Tudo é questão do interesse de cada indivíduo, em correr atrás dos seus sonhos, se desenvolver, mas pra tudo isso acontecer precisa ser curioso, buscar conhecimento e se inteirar das noticias mais atuais do segmento. Sabemos que por muitas vezes as oportunidades e acesso aos espaços são muito limitadas e envolvem um investimento, mas agora com o SENAC em Ourinhos, essa realidade mudou, é possível realizar esse sonho de se desenvolver profissionalmente na área de moda de maneira gratuita, com uma infraestrutura impecável e profissionais excelentes. Sugiro aos interessados pesquisarem sobre cursos técnicos ou cursos livres na área de moda para iniciar sua jornada. Citando um relato pessoal caso possa interessar e inspirar quem estiver lendo, na minha adolescência não existia nenhuma oportunidade de estudo na área de moda em Ourinhos, tive que buscar estudar fora da cidade, iniciei minha carreira trabalhando com moda aos 15 anos em 2015, e em 2025 completo 10 anos de atuação profissional na área, pois como eu falo com meus alunos, não espere o tempo passar, se as oportunidades não existirem vocês devem cria-las, então, aproveitem a oportunidade que temos agora em nossa cidade! Eu amo moda, a moda pode transformar vidas, será um prazer imenso desenvolver cada vez mais profissionais para essa área e compartilhar meus conhecimentos, além de aprender com cada pessoa que passar por mim nessa jornada.

Isadora: Para aqueles que pretendem estudar moda. Meu conselho é ir atrás e nunca desistir! Na verdade isso se encaixa em todas as áreas da vida. Eu falo isso por questões de oportunidades que acaba sendo um pouco complicado, ainda mais no interior. Mas uma coisa é certa, se você realmente quer que aconteça, vá atrás e não desista. Moda tem um poder é um papel muito importante na nossa sociedade, de instigar reflexões mais profundas sobre quem somos e o que valorizamos. Moda é isso e um pouco mais… ela é abrangente. Se você realmente quer entrar nesse mundo da moda, let’s go!!! Estou no começo dessa jornada, e só tenho a declarar uma coisa: Moda não é algo fútil. Lembrando que logo mais vai ter outra turma, de Técnico em Produção de Moda. Fiquem ligados para se inscreverem, não perca tempo. A oportunidade tá aí, só abraçar!!!

APOIE

Seu apoio é importante para o Jornal Contratempo.

Formas de apoio:
Via Apoia-se: https://apoia.se/jornalcontratempo_apoio
Via Pix: pix@contratempo.info