Quem ganhará os seus votos?

 

No próximo domingo, dia 02 (dois) de Outubro de 2016 (dois mil e dezesseis), Ourinhos conhecerá a pessoa que irá ocupar o cargo de chefe do executivo municipal, bem como a equipe de vereadores que comporão o legislativo local. É natural que surjam dúvidas em relação ao voto, e que apareça a velha questão: quem ganhará os meus votos?

Nesta altura do campeonato, muitas pessoas já escolheram os seus candidatos, porém há uma quantidade significativa de indivíduos que ainda não encontraram os seus. Ouvir amigos, vizinhos, conhecidos e familiares muitas vezes pode auxiliar na ampliação do conhecimento das candidaturas existentes, mas a decisão não pode parar por ai.

Saber qual é o partido, proposta, vida pública e privada, formação escolar, bem como antecedentes políticos, poderá lhes auxiliar ainda mais em relação às escolhas. Procurar saber sobre o plano de governo, bem como assistir aos debates televisionados (ocorreram dois em nossa cidade) que estão disponíveis na internet, são tarefas imprescindíveis e essenciais.

As dificuldades que os futuros políticos enfrentarão serão imensas. Hoje em dia, qualquer deslize é postado imediatamente nas redes sociais, viralizando em questão de segundos. O maior sistema de segurança e controle social é vendido diariamente em lojas de departamento físicas e virtuais, sendo de fácil manuseio e transporte. Todas as idades estão aderindo, inclusive dependendo da marca, pode servir também como elemento de diferenciação social. Não falo de câmeras de vigilância, muito menos de armas de fogo. O equipamento em questão é o celular.

Os futuros eleitos se depararão com uma sociedade que a cada dia se vê menos representada. Em âmbito administrativo, os próximos gestores da máquina pública terão a obrigação de repensar a polêmica e inquietante questão referente aos cargos de confiança, bem como à reestruturação do funcionalismo público através de um eficiente e atrativo plano de carreira.

Quem sofrerá nas mãos de servidores despreparados e interessados apenas em gordos salários não serão apenas os munícipes, mas também o próprio chefe do executivo que se verá engessado devido à baixa qualidade técnica que o circunda, não conseguindo realizar suas promessas e ao mesmo tempo não solucionando velhas demandas que ainda batem à nossa porta.

Quem ganhará os seus votos? A verdadeira mudança e transformação não esta fora da gente, mas sim conosco. Desta forma, pense com carinho e clareza sobre as reais necessidades do nosso município. Se acaso a sua opção for Toshio Misato ou Lucas Pocay, ambos estão aptos a exercerem os seus possíveis mandatos, e colocar em execução as suas promessas para a melhoria da cidade.

Se acaso a sua escolha for Mário Ferreira ou Robson Sanches, isso não significa estará “dividindo” votos. Divisão não significa perda ou fraqueza coletiva, mas sim que em nossa Ourinhos existem opiniões diversas e demandas específicas que ainda não foram atendidas. Vivemos em uma sociedade plural e complexa. Faz parte da democracia.

Quem ganhará os seus votos? Espero que a sua escolha seja a mais responsável possível. Na hora de escolher os seus futuros representantes, faça as seguintes perguntas para si mesmo: Posso votar nele (a)? Quero votar nele (a)? Devo votar nele (a)? Realmente me sinto representado (a) por ele (a)? Se acaso a resposta for “sim” para todas as perguntas, provavelmente esta será a melhor escolha segundo os seus princípios, cultura, vivências e interesses. Se acaso surgir algum “não” pelo caminho, a probabilidade de você se arrepender será imensa.

André R. da Silva é licenciado em História, trabalha com gestão cultural e adora o mundo das Artes.