Veja como renegociar dívidas pela plataforma do Desenrola Brasil

 

“Desenrola Brasil vai ser ampliado para outros setores da economia” Fernando Haddad Ministro da Fazenda

Quem tem dívidas em atraso, como conta de luz, água, internet, cartão de crédito e boletos do comércio, contraídas entre 1º de janeiro de 2019 e 31 de dezembro de 2022, pode renegociar os débitos por meio da Plataforma Renegocia, do programa Desenrola Brasil. A ferramenta foi lançada nesta segunda-feira (09/10), pelo Ministério da Fazenda.

Para acessar o serviço, o devedor deve entrar no site desenrola.gov.br e, em seguida, na área restrita por meio da assinatura gov.br com nível ouro ou prata. Após esse procedimento, vai aparecer uma lista de todas as dívidas que podem ser renegociadas. Para algumas delas, a opção será somente de pagamento à vista. Outras, parceladas.

É possível selecionar várias dívidas e negociá-las de uma só vez. Ao clicar na opção parcelado, a pessoa inicia a negociação. O próximo passo é escolher o banco de preferência para realizar o financiamento. Depois, escolher a data de vencimento da primeira parcela e a melhor opção de parcelamento. O portal apresenta duas opções, mas, por meio de um simulador, o devedor pode escolher a melhor proposta para o momento financeiro.

É preciso, ainda, confirmar os dados pessoais. A proposta será analisada pelo banco e, depois de aprovada, é só escolher a forma de pagamento (débito automático, boleto ou pix) e assinar o contrato digitalmente. O Ministério da Fazenda publicou um vídeo explicativo sobre o uso da Plataforma de Renegociação.

Nesta fase do programa, os débitos com valor atualizado de até R$ 5 mil poderão ser renegociados à vista ou parcelados em até 60 meses, com juros de até 1,99% ao mês. A parcela mínima é de R$ 50,00 e o prazo é de até 60 meses. Essa etapa do programa vai até 31 de dezembro de 2023.

Os consumidores que acessarem a plataforma encontrarão os bancos que oferecem descontos listados em ordem de juros, do mais baixo para o mais alto. Segundo o ministro da Fazenda, Fernando Haddad, são 32 milhões de pessoas que possuem dívidas passíveis de renegociação. Desse total, 21 milhões se enquadram na Faixa 1, que são aquelas com renda de até dois salários mínimos e têm dívidas de até R$ 5 mil. Dívidas entre R$ 5 mil e R$ 20 mil também podem ser renegociadas, mas deverão ser pagas à vista.

 

Sistema Gov.br

O sistema Gov.br é uma plataforma de unificação dos canais digitais do Governo Federal. Por meio de login com CPF e senha, o cidadão tem acesso a centenas de serviços e documentos. Os níveis dependem do grau de validação dos dados da pessoa. Quanto maior a segurança da validação dos dados do usuário, em bases da Justiça Eleitoral ou via certificado digital, por exemplo, maior o nível da conta.

Nível bronze: é a primeira conta criada pelo usuário com o preenchimento do cadastro via formulário on-line para validação dos dados na Receita Federal ou INSS.

Nível prata: quando o usuário faz o reconhecimento facial pelo aplicativo gov.br para conferência da sua foto nas bases da Carteira de Habilitação (CNH) pelo Senatran ou realiza a validação dos seus dados via internet banking de um banco credenciado.

Nível Ouro: quando a pessoa faz o reconhecimento facial pelo aplicativo gov.br para conferência da sua foto nas bases da Justiça Eleitoral (TSE) ou faz a validação dos seus dados com Certificado Digital compatível com ICP-Brasil.

A conta pode ser criada neste link. (www.gov.br)

Fonte: Agência Gov

APOIE

Seu apoio é importante para o Jornal Contratempo.

Formas de apoio:
Via Apoia-se: https://apoia.se/jornalcontratempo_apoio
Via Pix: pix@contratempo.info