Justiça decreta o sequestro de bens da família de Sueli Feitosa em Santa Cruz do Rio Pardo

Casa onde Sueli morava com a mãe também foi sequestrada

O delegado Waldir Alves de Oliveira anunciou na manhã desta segunda-feira, 30, que o Poder Judiciário acolheu pedido da Polícia Civil e decretou o sequestro de bens da funcionária pública Sueli de Fátima Feitosa e de familiares dela.

No total, são sete imóveis, quatro automóveis e quatro caminhões que já são considerados indisponíveis e poderão ser leiloados para o ressarcimento do desvio criminoso de dinheiro público. Sueli Feitosa é suspeita de desviar mais de R$ 3,5 milhões da prefeitura, onde ela trabalhava há anos no setor de contabilidade. Com prisão decretada, a funcionária está foragida, mas a mãe dela, Maria da Conceição Pereira Feitosa, 70, está presa desde a semana passada no presídio feminino de Pirajuí.

As propriedades estão em nome de Sueli Feitosa, da mãe Maria da Conceição e das irmãs. Na relação estão três casas de luxo, duas no bairro Residencial Braúna e outra vila São Judas Tadeu, além de uma chácara no bairro da Água Azul. Numa das casas morava a suspeita Sueli Feitosa, enquanto em duas outras residências moram as irmãs Aparecida e Camila. Outros três imóveis relacionadas no sequestro estão em nome de outras pessoas, que o delegado preferiu não adiantar para não atrapalhar as investigações.

Entre os bens sequestrados estão a casa onde mora a irmã Camila e vários veículos

O delegado Waldir voltou a afirmar que outras prisões estão sendo analisadas pela Polícia Civil. Na tarde desta segunda-feira, 30, o delegado vai ouvir uma pessoa ligada ao caso, mas cujo nome foi mantido em sigilo. “Este depoimento será hoje à tarde. Não posso revelar o nome para não atrapalhar as investigações”, disse.

O advogado de Sueli Feitosa, Antônio de Godoy Maruca, não entrou em contato com a Polícia Civil após a prisão da mãe da acusada, Maria da Conceição Feitosa. Sabe-se, porém, que ele está apresentando um “habeas corpus” no Tribunal de Justiça de São Paulo para relaxar a prisão. Ao mesmo tempo, Maruca tenta revogar nos tribunais o pedido de prisão de Sueli.

Fonte: Debate News