O factoide e o aumento do salarios dos vereadores

 

Charge Don Xikote

Talvez estejamos diante de um mais um jogo de cartas marcadas entre prefeito e vereadores da base governista nessa questão do aumento do salario dos vereadores ourinhenses em mais de 50%  que,  de quebra,  tentam também instituir o 13º salário parlamentar .

Aprovado em surdina sem que 99,9% da população tivesse antecipadamente conhecimento desse aumento , a impressão que fica é que os aliados do prefeito na Câmara, apesar do desgaste inerente de uma propositura dessas,   forjaram  um big factoide que no final da história tem o intuito de atrair a atenção da opinião pública para o prefeito que se apressou em dizer não ao aumento.

A situação beira o histrionismo no qual pessoas fazem de tudo para ser o centro das atenções, para se posicionar,  ocupar mais espaços e se colocar em destaque absoluto. Tornar-se o centro em qualquer circunstância receber elogios colher louros e nesse caso faturar reconhecimento político.

A polemica  foi estabelecida e com a recusa de Pocay em aceitar, o projeto volta ao legislativo para manter ou recusar o veto . Pocay tem os 13 vereadores de sua base de sustentação caninamente fieis aos seus propósitos, os mantém sob longas rédeas de benesses e muito provavelmente dentro dessa estratégia do factoide os vereadores voltarão atrás.

Assim Pocay mantém o personalismo que o caracteriza como politico enquanto  os vereadores  diante do  desgaste gerado perante a  opinião pública,  apostam no rápido esquecimento do caso até que a próxima eleição ocorra no final de 2024.

APOIE

Seu apoio é importante para o Jornal Contratempo.

Formas de apoio:
Via Apoia-se: https://apoia.se/jornalcontratempo_apoio
Via Pix: pix@contratempo.info