Protesto de moradores de quatro bairros em Ourinhos pede embargo de obra da prefeitura

Moradores não querem a construção da Casa da Mulher na área verde do bairro Jardim São Silvestre

Por Daniele Gonçalves
19/09/2023

Moradores dos bairros São Silvestre, Furlan, Nazareth, Estoril e Vilar Ville se reuniram nesta segunda-feira, dia 18, para protestar contra uma obra da prefeitura de Ourinhos, localizada na avenida Getúlio Vargas. A manifestação visa paralisar a realização das obras que servirão de abrigo aos projetos “ Casa da Mulher” e CAPS – Centro de Atenção Psicossocial.

Com placas como “Apoiamos a Casa da Mulher , mas na área verde não “ e “ Temos que preservar, não deixem destruir nossa área verde”, os manifestantes protestaram contra o que afirmam ser uma total desvalorização do bairro e um desrespeito ambiental. Um abaixo-assinado organizado pelo movimento já está sendo feito com o objetivo de reunir muitas assinaturas.

De acordo com moradores, a área é residencial e o local da obra é destinada à uma futura área de lazer, como está no plano diretor do município.
Eva Cristina Magrinelli Faustino, que mora no bairro há 25 anos, está indignada com a construção. “ Por ser uma área verde nossa, de nosso bairro, não abrimos mão de nossa área verde…”, disse ela. De acordo com a moradora Priscila Rossini, no site da prefeitura é possível ver a área demarcada em verde. “ Aqui temos o quadro mostrando que ali onde estão, infelizmente, iniciando a construção da “casa” , é área verde”, afirmou.
Ainda de acordo com os moradores, reuniões já foram feitas anteriormente com políticos do município, para pleitear uma área de lazer no local.
Além dessa reivindicação, o grupo tem outra preocupação em relação à construção desses serviços sociais.

“ O nosso bairro é maravilhoso, nossa área verde idem. O tal Centro de Reabilitação iria acabar com a tranquilidade das famílias e consequentemente uma desvalorização de nosso amado bairro”, falou Gabriel Garcia.
“ Nós queremos esse espaço para as nossas crianças e não para obra social. Nós entendemos que obra social é importante, apoiamos essa iniciativa, mas não aqui,” completou Priscila.

A Prefeitura de Ourinhos já iniciou as obras de construção e implantação da Casa da Mulher no bairro São Silvestre, na avenida Getúlio Vargas. O espaço seria voltado para o desenvolvimento de políticas públicas destinadas às mulheres vítimas de discriminação e violência.
Os moradores fazem questão de dizer que apoiam a iniciativa mas não concordam que seja feita em área residencial. “ O que mais tem em Ourinhos, são terrenos em áreas afastadas que poderiam muito bem ser o local apropriado do tal centro,” concluiu Gabriel. O protesto seguiu até a Câmara dos Vereadores em busca de apoio e maior visibilidade. Nós entramos em contato com a prefeitura mas até o momento dessa publicação, não recebemos nenhuma nota.

Imagem do mapa da área no plano diretor indicando como área verde

APOIE

Seu apoio é importante para o Jornal Contratempo.

Formas de apoio:
Via Apoia-se: https://apoia.se/jornalcontratempo_apoio
Via Pix: pix@contratempo.info