Comissão Municipal Mista do IAMSPE continuará na luta pelo atendimento na Santa Casa

Hoje, 06, no período da manhã, a Comissão Municipal Mista do IAMSPE se reuniu no escritório de atendimento aos beneficiários do IAMSPE, na Rua Cardoso Ribeiro em Ourinhos. A reunião foi promovida pelo Presidente Roberto Bachiega, que contou com a participação de, além dos membros da Comissão, Denizal Vieira, Nelson Montezzi (Afuse), Luís Antonio Horta da APEOESP, José Henriqueto Dealis e Mauro Augusto Carvalho representantes da polícia civil, Cleny de Lourdes Santana Dias representante regional da APAMPESP e o assessor regional do Deputado Estadual Enio Tatto, Antonio Amaral Junior, o Toninho do PT.

Inicialmente, Toninho fez um relato dos últimos acontecimentos envolvendo a tentativa de voltar o credenciamento do IAMSPE, que foi frustrada pela negativa do Presidente da Santa Casa em voltar a atender, devido ao não reajustamento da Tabela de Valores dos Procedimentos alegando prejuízos. Mas, por outro lado, tem 80 hospitais e mais 2 mil prestadores de serviços, entre clínicas, laboratórios e outros prestadores de diversas especialidades em atendimento no estado. Se tivessem prejuízos não estariam atendendo, sendo que desses, poucos são entidades filantrópicas, que contam com benefícios e isenções como a Santa Casa de Misericórdia de Ourinhos.

Após isso, os presentes, discutiram sobre a situação e chegaram a conclusão que irão continuar a luta pela volta do atendimento pelo IAMSPE na Santa Casa. E para isto irão fazer todos os esforços possíveis e necessários. Apelos, principalmente, aos membros da diretoria da Santa Casa, porque a decisão só depende dela e buscar apoio com as autoridades locais e deputados que já apoiam e mais quem possa apoiar, bem como a população em geral. Ficaram convictos que é possível sim atender ao clamor das mais de 20 mil pessoas, entre titulares, dependentes e agregados que que estão se sentindo abandonados em plena pandemia por uma entidade que não visa lucros. E o compromisso com o retorno do atendimento, é somar para reivindicar para o reajustamento da tabela que entendem ser justo, ainda mais que houve aumento significativo nas contribuições dos benificiários. Outrossim, na solicitação de emendas aos deputados estaduais e federais.

APOIE

Seu apoio é importante para o Jornal Contratempo.

Formas de apoio:
Via Apoia-se: https://apoia.se/jornalcontratempo_apoio
Via Pix: pix@contratempo.info