TJSP manda governo Tarcísio adquirir livros do MEC para escolas públicas de SP

O secretário de Educação do estado de São Paulo, Renato Feder sócio da empresa Multilaser fabricante de computadores, tablets e outros eletrônicos

O Tribunal de Justiça do estado de São Paulo (TJ-SP) determinou na noite quarta-feira (16) que o governo paulista comandado por  Tarcísio de Freitas (Republicanos) adquira desta os livros didáticos do Ministério da Educação (MEC), por meio do Programa Nacional do Livro Didático (PNLD).

De acordo com informações do jornal Metrópoles,  o tribunal atendeu a um pedido feito pelo Ministério Público (MP-SP).  o juiz Antônio Augusto Galvão de França, da 4ª Vara da Fazenda Pública, afirmou que “a abruta desconstituição administrativa da adesão ao programa é, em tese, apta a gerar sérios prejuízos à formação escolar dos estudantes e, também, ao erário estadual, conforme explanado pelos autores”.

No começo de agosto, o secretário de Educação do estado de São Paulo, Renato Feder sócio da empresa Multilaser fabricante de computadores, tablets e outros eletrônicos,  anunciou o fim dos livros impressos nas escolas públicas paulistas priorizando conteúdo 100% digital no currículo escolar.

Profissionais da Educação e estudantes protestaram contra as mudança,  após duras críticas o governador de SP  recuou e irá  oferecer livros também impressos para alunos.

 

APOIE

Seu apoio é importante para o Jornal Contratempo.

Formas de apoio:
Via Apoia-se: https://apoia.se/jornalcontratempo_apoio
Via Pix: pix@contratempo.info