Presidente da Câmara produz Fake News ao justificar não investigação de denúncia

 

Veja o vídeo: Se fizermos uma pesquisa entre a população perguntando se os vereadores ourinhenses devem seguir as leis as regras estabelecidas, não há dúvida que a grande maioria dos opinantes dirá sim. Até os próprios vereadores em sua totalidade também concordarão.

Mas na prática não é bem assim, a maioria da população está alheia ao que acontece na Câmara pelo desinteresse pela politica sem se dar conta que o destino de cada munícipe e da coletividade está inserido praticamente em tudo que acontece legislativo.

Na sessão em que o pedido de cassação do prefeito protocolado pelo ex-vereador Cícero Aquino por peculato, a base aliada de apoio a Lucas Pocay, mediocremente se mobilizou para afastar as graves denúncias contra a administração.

A denúncia com robustos indícios e apontamento de provas de que administração pagou indevidamente R$ 56.793,91 de aluguel de um enfeite de Natal flutuante, construído por servidores públicos da prefeitura, passou longe da intenção de ser investigada pelos 11 vereadores que defendem a atual gestão.

Ao não acatar a denúncia que, em sua essência fundamenta e aponta para a necessidade de apuração das supostas irregularidades, os defensores de Pocay por conveniências pessoais estão na contra mão do que se define como as principais funções dos vereadores, que é fiscalizar e legislar.

O fisiologismo implícito, a ignorância voluntária e desconhecimento de leis e regras chegam a ser bizarro, muita confusão, malabarismos retóricos e manipulador nas falas dos que se manifestaram sobre as denúncias, enquanto outros ficaram quietinhos para somente recusar a necessária investigação.

O Troféu “Casca de Cebola” vai para….. “Furna Beco da Bola” !!

Na ultima sessão o ganhador do troféu “Casca de Cebola” foi o presidente da casa Fernando Rossini o “Furna beco da bola”, que no beco sem saída que se meteu, devia estar ouvindo vozes em sua cabeça ao se manifestar sobre as regras concernentes a apuração e possível cassação do prefeito proposta pela denúncia.

Após a vereadora Roberta Stopa (PT) ocupar a tribuna explicando o que diz o Decreto-Lei Nº 201 que dispõe sobre a responsabilidade dos prefeitos e vereadores ante a um pedido de investigação que pode culminar ou não na cassação, Fernando Furna Beco da Bola produziu pateticamente uma Fake News com propósito de confundir a opinião pública.

Demonstrando desconhecimento do rito formal da lei, mentindo, lançando mão da ignorância consentida, reforçou o seu fisiologismo e do grupo de apoio ao prefeito.  Todos empenhados em empurrar para baixo do tapete a premente apuração através da abertura de uma Comissão Processante conforme o dispõe o Decreto Lei 201 em seu artigo 5º.

No que se refere à apreciação da denúncia do ex-vereador Cícero Investigador, o que foi votado foi à aceitação da abertura de uma Comissão Processante e não a cassação de Lucas Pocay como quer fazer crer “Furna Beco da Bola”.

Veja o vídeo: