A informação como arma de guerra – parte III

Por João Teixeira* “… memória e esquecimento são eixos fundamentais da esfera do poder, disputando o modo como a memória coletiva se constrói em cada sociedade”. (Hugo Studart, em “Borboletas e lobisomens”, pg 17, Ed. Francisco Alves, 2018). O império da arapongagem (escutas-telefônicas e cibernéticas) e paraíso da delação-premiada, o

Ler mais

A informação como arma de guerra – Parte II

Por João Teixeira A guerra interna, clandestina, o “Combate nas trevas”, segundo Gorender, interpôs oponentes que utilizaram fartamente a munição informativa. Idealista, revolucionária, as oposições armadas expressavam sua indignação contra a perseguição que lhes era movida, a prisão, tortura e assassinatos nos porões do regime; os desmazelos e falcatruas da

Ler mais