O futebol nas Fazendas

 

Por José Luiz Martins – Desde seu surgimento, o futebol tornou-se tão popular graças a seu jeito simples de jogar. Basta uma bola, equipes de jogadores e as traves ou o que o valha, para que, em qualquer espaço, crianças e adultos possam se divertir correndo atrás da bola em direção ao gol.

Na rua, na escola, no clube, no campinho do bairro ou até mesmo no quintal de casa, desde cedo jovens de vários cantos do país começam a praticar o futebol. Comum no interior, o futebol praticado em fazendas também passou a ser um segmento socializante.

Por muitos anos em fazendas da região de Ourinhos campos de futebol foram abertos e mantidos como forma de propiciar lazer a seus trabalhadores, em sua maioria residentes no local. Na história do futebol ourinhense são vários os times que surgiram nesse ambiente rural.

Muitos deles saíram da condição de times que existiram somente como forma de lazer e entretenimento nos fins de semana, para atuarem como equipes varzeanas e amadoras em campeonatos inter-municipais Apesar do termo “time de fazenda” ter sido usado por muito tempo de forma pejorativa (time ruim), em Ourinhos e região algumas equipes se destacaram com um futebol de qualidade agregando muitos jogadores consagrados dentro das quatro linhas.

Times como da Fazenda Lageadinho e Santa Rosa de Chavantes foram destaques nesse cenário, para competirem em pé de igualdade nos certames amadores da região formaram fortes equipes também com jogadores que não trabalhavam ou residiam em fazendas.